Publicidade
Manaus
Manaus

Bando armado protagoniza roteiro cinematográfico na zona oeste

Os homens fugiram com R$ 600 em espécie e um celular roubado em um mercadinho, no bairro Santo Antônio,na Zona Oeste de Manaus 18/10/2012 às 11:44
Show 1
Proprietário do mercadinho assaltado e da picape Hilux, chegando para registrar a ocorrência no 5° DIP
Bruna Souza e Thiago Monteiro Manaus, Am

Cinco homens ainda não identificados, protagonizaram cenas de um filme de ação na manhã desta quinta-feira, 18, por volta das 7h30, na zona oeste de Manaus. O bando abordou um advogado de 65 anos, em um veículo modelo Prisma, placas OAI-4975, na rua Alfredo da Mata, no bairro São Jorge. Os elementos o fizeram refém,  trancaram o homem dentro do porta-malas, amarraram e colocaram uma camisa na cabeça da vítima.

Após a abordagem, os homens saíram pelas ruas do bairro São Jorge, quando perceberam a movimentação da polícia e abandonaram o carro na rua Rio Xingu, na Compensa.  Em seguida, os bandidos fizeram outra vítima, uma mulher que ficou sob a mira de um revólver e que teve o carro modelo Peugeot, cor cinza, placas NWO-3675 levado.

Os homens só pararam no Mercadinho Júnior, localizado na rua Raimundo de Moraes, no Santo Antônio, onde roubaram aproximadamente R$ 600 em espécie, um celular e ainda tentaram roubar um terceiro veículo, modelo Hilux, de cor grafite, placas NOO-8526, que pertence ao proprietário do estabelecimento comercial.

Com a dificuldade de conseguir levar o novo veículo, o bando fugiu com o carro da técnica de administração e ainda atiraram contra o dono do mercadinho, atingindo a porta lateral e o retrovisor da picape.

Policiais militares da 19° Companhia Interativa Comunitária (Cicom), sob o comando do major Alzier Peixoto, saíram em perseguição e na rua Humberto de Campos, no bairro São Jorge, o bando abandonou o carro com a vítima e fugiram.

O caso fo iregistrado no 5° Distrito Integrado de Polícia (DIP) e vídeos do Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS) e dos locais onde o bando esteve vão ser verificados para uma possível identificação das pessoas envolvidas.