Publicidade
Manaus
Manaus

Bando tenta explodir Unidade Prisional após rebelião em Manaus

Meio quilo de explosivo foi encontrado na unidade prisional que teve esta semana mortes e rebelião. A quantidade de explosivo derrubaria parte do muro do presídio 21/02/2013 às 08:56
Show 1
Na terça-feira (19), após rebelião que durou quatro horas, presos que foram transferidos gritavam: “Vencemos, Puraquequara”!
Joana Queiroz Manaus

Organizações criminosas que atuam em Manaus planejaram explodir o muro da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), no bairro de mesmo nome, na Zona Leste, para resgatar presos de alta periculosidade ou promover uma fuga em massa. O plano foi desarticulado na tarde de terça-feira (19) com a apreensão de uma quantidade de dinamite equivalente a meio quilo, que foi encontrada na muralha dos fundos da cadeia e que estava pronta para ser acionada. Representantes da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e da secretária de Justiça e de Direitos Humanos (Sejus) vão se reunir hoje para avaliar o fato a traçar metas para chegar aos responsáveis.

Os explosivos foram encontrados após a rebelião feita por detentos que fizeram três agentes penitenciários reféns.

De acordo com informações do secretário da Sejus, uma equipe do Grupo de Manejo de Artefato Explosivo (Marte), foi chamada ao local para a retirada e a explosão da dinamite. Segundo policiais que participaram da ação, a quantidade de explosivo encontrada tinha a capacidade de derrubar parte da muralha do presídio ou abrir uma vala na terra.

Há informações que um dos responsáveis pelo explosivo seja o interno Enderson Fonseca de Brito, o “Buiú”, que responde a 11 processos no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas e roubo.

O secretário da Sejus informou que já foi instaurada uma sindicância para apurar o ocorrido e tentar identificar se há outros envolvidos. De acordo com o Meirelles, na UPP estão muitos presos considerados de alta periculosidade.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa)