Publicidade
Manaus
Manaus

Beneficiados do Minha Casa, Minha Vida recebem apartamentos em novembro

No primeiro semestre do ano que vem uma nova etapa para inscrições será aberta pelo governo do Estado; número de beneficiados pelo programa habitacional do Estado do Amazonas deve ser ampliado nos próximos meses 10/09/2012 às 12:09
Show 1
Primeira etapa do residencial inserido no programa Minha Casa, Minha Vida, terá mais de três mil imóveis
Ana Carolina Barbosa Manaus

A primeira etapa do conjunto habitacional Viver Melhor, localizado no bairro Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus, está em fase de conclusão e deve ser entregue à população em novembro deste ano, contemplando 3.511 famílias de baixa renda por meio do programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida.

Com elas, o número de famílias beneficiadas pelo programa habitacional do governo do Estado nos últimos nove anos (desde 2004) sobe para 36.511, conforme informações da Secretaria de Estado de Habitação (Suhab) – 33 mil dessas receberam imóveis doados.

O conjunto terá, ainda, uma segunda etapa, que deverá concentrar mais de cinco mil imóveis, entre casas e apartamentos, totalizando 8.995 residências no local. Esta tem previsão de inauguração para dezembro de 2013.

O recurso para a construção da primeira etapa do residencial foi disponibilizado pelos governos federal e do Amazonas, totalizando R$190,5 milhões, R$ 41,3 milhões como forma de contrapartida do Estado.

Os grupos beneficiados têm renda familiar máxima de R$ 1,6 mil (faixa 1 do Minha Casa, Minha Vida). O valor da parcela do imóvel deverá ser equivalente a 10% da renda de cada família, informou a assessoria da Suhab.

Embora haja na secretaria aproximadamente 18 mil famílias inscritas a espera de uma residência, no primeiro semestre do ano que vem uma nova etapa para inscrições será aberta pelo órgão.

Ampliação
De acordo com a assessoria da secretaria, o número de beneficiados pelo programa habitacional do Estado do Amazonas deve ser ampliado nos próximos meses, considerando que quatro outras unidades residenciais estão prestes a serem concluídas nas zonas Leste e Norte da capital.

Os imóveis, que totalizam 6.320 unidades, não estão inseridos no Minha Casa, Minha Vida, mas também são financiados pela Caixa Econômica Federal, beneficiando famílias com renda de até R$ 1,6 mil.