Publicidade
Manaus
Manaus

Bens de prefeituráveis de Manaus somam mais de R$ 4 milhões

De acordo com as informações disponibilizadas pelo link Divulgacand2012 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o candidato que mais declarou ter bens em seu nome foi o Democrata Pauderney Avelino, já quem disse ter o menor número de patrimônios foi Herbert Amazonas, candidato do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) 06/07/2012 às 11:33
Show 1
Os registros de candidaturas foram realizados até essa quinta-feira (5). Um dos documentos solicitados pela justiça foram as declarações de bens dos candidatos
JOELMA MUNIZ Manaus

Os nove prefeituráveis de Manaus registraram suas candidaturas junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), ao longo dessa quinta-feira (5). Entre os documentos entregues ao Tribunal estão as suas declarações de bens, item exigido pela Lei 9.504/97.

De acordo com as informações disponibilizadas pelo link Divulgacand2012 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o candidato que mais declarou ter bens em seu nome foi o Democrata Pauderney Avelino, já quem disse ter o menor número de patrimônios foi Herbert Amazonas, candidato do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU).

Pauderney informou ao TSE possuir bens que somam R$ 1.537.827,42 (Um milhão quinhentos e trinta e sete mil, oitocentos e vinte e sete reais e quarenta e dois centavos). A lista segue com Serafim Corrêa (PSB) R$ 656.014,08 (Seiscentos e cinquenta e seis mil, quatorze reais e quarenta e dois centavos), Artur Neto (PSDB) R$ 651.944,85 (Seiscentos e cinquenta e um mil, novecentos e quarenta e quatro reais e oitenta e cinco centavos), Henrique Oliveira (PR) R$ 645.000,00 (Seiscentos e quarenta e cinco mil reais), Vanessa Grazziotin (PCdoB) R$ 536.442,21 (Quinhentos e trinta e seis mil, quatrocentos e quarenta dois reais e vinte e um centavos), Luiz Navarro (PCB) R$ 316.000,00 (Trezentos e dezesseis mil reais), Sabino Castelo Branco (PTB) R$ 237.625,39 (Duzentos e trinta e sete mil, seiscentos e vinte cinco reais e trinta e nove centavos), Jerônimo Maranhão (PMN) R$ 25.000,00 (Vinte e cinco mil reais). No total os bens dos candidatos somam R$ 4.617.843,85.

Conforme explicou o advogado Antonio Pinheiro, a medida serve para inibir que os candidatos a cargos eletivos usufruam do dinheiro destacado para a realização das campanhas eleitorais, que muitas vezes são adquiridas por meio de doações (mecanismo que pode dar margem para troca de favores).

“Sempre nos deparamos com casos de políticos que tiveram enriquecimento meteórico durante as campanhas. Acredito que a Lei é um mecanismo forte para que os órgãos competentes venham a identificar essas situações”, analisou.

Registro é o primeiro passo

O registro de candidatura é o primeiro passo jurídico para a efetivação de uma candidatura, mas, não garante que o candidato estará concorrendo de fato no pleito eleitoral, já que, os documentos entregues à justiça eleitoral passarão por avaliação para a verificação de possíveis irregularidades.

Outros documentos

O vasto número de informações solicitadas pelo TSE inclui também a entrega de registro no CNPJ, além do número de uma conta bancária para o recebimento de doações de campanha, a obtenção dos recibos eleitorais, a arrecadação de recursos, a aplicação (gasto) das receitas, a prestação de contas e, por último, a manutenção dos documentos de campanha.