Publicidade
Manaus
Manaus

Bombeiros registram 72 ocorrências após temporal em Manaus

De acordo com o capitão Muniz além da queda de árvores, foram registrados alguns incêndios de pequeno porte que não tem ligação com o temporal. A Defesa Civil não registrou ocorrências de grande porte em áreas de risco 19/09/2012 às 14:32
Show 1
Manaus ficou às escuras por mais de três horas, o trânsito foi prejudicado com a baixa visibilidade por causa das chuvas e o não funcionamento dos semáforos e postes
Bruna Souza ---

O Corpo de bombeiros do estado Amazonas registrou 72 ocorrências no temporal que atingiu a cidade de Manaus na noite desta terça-feira (19), e alguns municípios próximos como Manacapuru, Manacapuru, Urucurituba e Presidente Figueiredo.

Cerca de 65 bombeiros foram encaminhados às ruas da capital, principalmente para a zona Leste, região com maior número de ocorrências.

Os locais mais atingidos foram os bairros Coroado, São José, Mauazinho e Ouro Verde. Na manhã desta quarta-feira (19) a corporação está atendendo aproximadamente 52 registros, na maioria por denúncias de árvores tombadas durante a chuva.

De acordo com o capitão Muniz além da queda de árvores, foram registrados alguns incêndios de pequeno porte que não tem ligação com o temporal. Manaus ficou às escuras por mais de três horas, o trânsito foi prejudicado com a baixa visibilidade por causa das chuvas e o não funcionamento dos semáforos e postes.

Os estabelecimentos comerciais, como bares e restaurantes, amargaram prejuízos com a chuva, pois tiveram que fechar as portas mais cedo e sofreram um esvaziamento após os primeiros sinais do temporal.

Zona Leste

O temporal ocorrido na noite de terça-feira (18), atingiu com mais intensidade a zona Leste da cidade, principalmente o bairro Coroado. Dos registros recebidos pela Defesa Civil municipal até as 8h30 desta quarta-feira (19), mais de dez foram feitos por moradores daquela área da cidade. De acordo com informações do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), os ventos chegaram até 65 km/hora.

Só na rua Hugo de Abreu (Coroado), três casas foram destelhadas. Na rua Jericó, no Jorge Teixeira III, uma casa desabou parcialmente. A Defesa Civil também foi acionada na madrugada por moradores da Vila Marinho, na Compensa III, zona Oeste, por causa de um incêndio. Agentes da Defesa Civil não informaram, ainda, se o sinistro teve relação com o temporal. Só depois de uma avaliação, em conjunto com o Corpo de Bombeiros, é que será emitido um laudo sobre as causas.

Equipes da Defesa Civil foram distribuídas por todas as áreas afetadas para avaliar os danos e dar o encaminhamento adequado.