Publicidade
Manaus
Manaus

Briga causa princípio de motim em ala feminina de presídio do Amazonas

Discussão entre presas durante o jantar teria causado o princípio de motim no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) 13/04/2012 às 20:36
Show 1
A briga teria acontecido na ala feminina do Compaj
Joana Queiroz e Mariana Lima Manaus

Uma discussão envolvendo um grupo de presas durante o jantar na ala feminina do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) teria ocasionado um princípio de motim no início da noite desta sexta-feira (13) em Manaus.

Segundo informações da assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), a confusão teve início por volta das 19h durante o jantar no presídio e teve duração de aproximadamente uma hora.

Um grupo de detentas teriam se desentendido com Elisangela Freitas de Souza, conhecida como “Pinguelo”, e incendiado os pertences da mesma.

No momento da desavença, a direção do presídio convocou viaturas da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) na tentativa de controlar a situação. O princípio de motim, no entanto, foi pacificado pelos próprios agentes da penitenciária.

Segundo a direção da unidade, nos próximos dias será instaurado um Conselho Disciplinar para avaliar a gravidade dos atos das internas e então decidir uma punição que poderá ser de isolamento de dez a trinta dias, além de suspensão de todas as regalias, como as visitas íntimas.

Elisangela de Souza responde por tráfico de drogas e assalto e ficará temporariamente em isolamento.

O Compaj é um presídio de regime fechado onde atualmente comporta 72 detentas sentenciadas.