Publicidade
Manaus
Cotidiano, Infraestrutura, Seminf, Alagação, Ruas Esburacadas, Armando Mendes, Zona Leste

Bueiros entupidos causam alagamentos em conjunto da Zona Leste de Manaus

Nos últimos dias que a chuva tem sido intensa na cidade, é impossível trafegar nas ruas devido ao grande volume de água que fica acumulada, fator que atrapalha o dia a dia dos moradores 18/03/2013 às 11:49
Show 1
Rua do conjunto Itacolomy totalmente alagada, compromete o tráfego de veículos e pedestres
Antônio Melo Manaus

Moradores do conjunto Itacolomy, no bairro do Armando Mendes, Zona Leste de Manaus, sofrem com as fortes chuvas que tem se intensificado na cidade. Isso porque grande parte dos bueiros responsáveis pelo escoamento da água, no local estão entupidos, o que tem provocado constantes alagamentos e prejuízo nas ruas e nas casas.

Segundo o funcionário publico Artunilson Maia, 36, que teve a sua casa inundada, o problema tem afetado principalmente os moradores da Rua Contorno Eixo Norte, que teve toda a sua área invadida pela água da chuva e dos bueiros e tem causado bastante prejuízo.

Conforme o morador, nos últimos dias que a chuva tem sido intensa na cidade, é impossível trafegar nas ruas devido ao grande volume de água que fica acumulada, fator que atrapalha o dia a dia dos moradores que necessitam ir trabalhar e levar seus filhos à escola.

“Fica impossível transitar aqui quando chove. Parece brincadeira, mas nenhum carro de pequeno porte ou moto consegue transitar por aqui. Já as pessoas só conseguem passar se for de canoa porque fica completamente alagado. Ultimamente os moradores tem tido dificuldades de ir trabalhar e levar as crianças à escola porque é impossível transitar pela rua”, disse.

Além dos prejuízos matérias os quais os moradores tem se submetidos, há também o risco de contrair doenças com a água suja que fica empossada na área.

O morador Armando Pereira teve a casa completamente alagada com a água que voltava pela tubulação do banheiro. Segundo ele, o problema dura há dois anos e nada foi feito pela prefeitura e mesmo quando não chove a água não escoa, o que causa buraco nas ruas e prejuízo aos moradores.

“É um problema que enfrentamos há mais de dois anos. Chamamos os órgãos da prefeitura e nada foi feito, não obtemos resposta. O problema está sério e nada está sendo feito. Aqui passa muito carro pesado e só piora. Se continuar desse jeito os moradores vão fechar a rua para chamar atenção das autoridades. Agora todo ano o IPTU chega, mas resolver o problema que é bom nada”, conta.

Providências
Há oito meses os moradores entram em contato com a Secretária Municipal de Infra estrutura (Seminf), para resolver o problema e segundo eles nada foi feito. A equipe de reportagem entrou em contato com a Seminf, mas não obteve resposta.