Publicidade
Manaus
Manaus

Buracos tomam conta da avenida Buriti, no Distrito Industrial de Manaus

De acordo com relatos de motoristas que passam pela principal via do Distrito Industrial, é quase impossível realizar os percursos 11/03/2012 às 19:31
Show 1
Buracos são um problema para os motoristas
Thiago Gonçalves Manaus (AM)

O descaso com a situação em que se encontra a avenida Buriti, no Distrito Industrial de Manaus, Zona Sul, é resultado de dificuldades diárias para quem trafega pelo local. De acordo com relatos de motoristas que passam todos os dias pela principal via do Distrito Industrial, é quase impossível realizar os percursos.

Os prejudicados são moradores de residenciais, trabalhadores de empresas do pólo industrial, motoristas de empresas de ônibus executivo que fazem o transporte dos trabalhadores, entre outros condutores de veículos pequenos.

De acordo com o morador, de um residencial, que não quis se identificar, o problema alcança toda a extensão da avenida. “Os buracos começam do trecho que vem da Bola da Suframa (Zona Sul) em direção à avenida Autaz Mirim (bairro São José, Zona Leste)”, relatou.

O morador contou ainda, que tem grande dificuldade para se locomover até o centro da cidade, onde trabalha. “Saio todos os dias por volta das 8h, horário de fluxo intenso no trânsito, pego a avenida Javari com destino o centro, uma rotina horrível” frisou.

Ainda de acordo com ele, a volta pra casa é outra dificuldade diária. “Quando a gente volta à noite, fica um carro encostado no outro por causa da dificuldade de dirigir na avenida”. Relatou.

Trânsito é complicado na avenida Buriti, dizem motoristas (Foto: Antonio Lima/ A Crítica)

O trabalhador ressaltou que a situação piora por conta da chegada e saída de carretas e caminhões com produtos das fábricas que atuam no pólo industrial de Manaus. “Os veículos que fazem o transporte das fábricas são grandes e, com o peso das mercadorias, acabam danificando o asfalto sem boa estrutura, isso tudo ocasiona a proporção dos buracos”, argumentou.

Os horários mais difíceis para se dirigir na avenida Buriti, de acordo com relatos de motoristas, são no início da manhã, entre 7h00 e 8h00, a tarde de 12h às 2h e de 4h00 às 6h00, e ainda de 19h00 as 20h00.

Paralisação
Um movimento previsto para este sábado (03), pela manhã, deve ser realizado por um grupo de moradores de um residencial, localizado no Distrito Industrial de Manaus, na Zona Sul. O movimento tem a proposta de chamar a atenção das autoridades, em relação a situação enfrentada por eles, no direito de ir e vir.

Conforme a programação, o grupo de moradores vai se concentrar em um trecho da avenida Buriti e pedir possíveis soluções da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) para a melhoria da pavimentação da via.

Recursos
O projeto “Revitalização das Vias do Distrito Industrial de Manaus” garimpou junto ao governo federal cerca de R$ 73 milhões destinados a asfaltamento. A verba deveria ser repassada a medida que a obra avançasse, mas, com a polêmica criada em torno do convênio entre a Suframa e o Centro de Indústrias do Amazonas (Cieam), apenas cerca de R$ 4 milhões foram repassados para a recuperação emergencial de algumas vias, sendo o restante devolvido aos cofres da união.

Suframa
A reportagem de acritica.com entrou em contato com a assessoria de imprensa da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) para esclarecimentos. A assessoria ficou de enviar um nota com o levantamento de informações.