Publicidade
Manaus
Manaus

Cadáver com sinais de magia negra é encontrado em Manaus

O corpo ainda não identificado estava com os braços e pernas pintatos com tintas vermelhas e com símbolos não identificados. A pele do rosto e os olhos tinham sido arrancados 30/01/2012 às 19:57
Show 1
O corpo foi encontrado sem os olhos e a pele da face
Tiago Monteiro Manaus

Um cadáver, até o momento não identificado, foi encontrado em estado de decomposição, na manhã desta segunda-feira (30), numa mata fechada da Cachoeira Alta, no Tarumã, Zona Oeste, por quatro pessoas que faziam uma pesca esportiva no local. 

A polícia suspeita que a vítima tenha sido assassinada por um ritual de magia negra, já que a pele da face e os olhos foram arrancados do corpo.

Segundo eles, preliminarmente a investigação trabalha com essa hipótese, pois os braços e pernas do cadáver estavam pintados com tintas vermelhas e nos pés existiam alguns símbolos não identificados.

A vítima media aproximadamente 1,70 de altura, tem a cor de pele parda, trajava uma bermuda jeans e uma camisa azul com detalhes amarelos.

Peritos do Instituto de Criminalística (IC) estiveram na cena do crime, mas não souberam identificar a causa da morte e nem o sexo da vítima. O corpo de bombeiros foi chamado para retirar o cadáver do local, pois a área era de difícil acesso. Ele encontra-se sem identificação no Instituto Médico Legal (IML), localizado na Cidade Nova, Zona Norte, esperando a liberação de familiares.

De acordo com um fiscal de loja, 33, que preferiu não revelar o nome, afirmou que tomou um susto ao ver o corpo estendido pelas matas do local. “Estávamos fazendo uma pesca esportiva por aqui e nós sentimos um cheiro estranho da mata, e quando vimos o corpo ligamos para a polícia da casa de um homem que mora aqui por perto da cachoeira. Nunca tínhamos visto algo assim”, disse o fiscal de loja.

Moradores da área disseram que no local do crime é comum ouvir tiros durante as madrugadas. “Olha faz tempo que nós não ouvimos tiros por aqui, só que sempre aparece corpo aqui por perto ou até na avenida do Turismo”, disse um residente, que não quis revelar o nome, por medo de represálias.

Policiais do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP) suspeitam que o corpo foi levado para o local na última sexta-feira (27). O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), no Tancredo Neves, Zona Leste.