Publicidade
Manaus
Manaus

Cai o número de prefeitas eleitas no Amazonas

Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Guia dos Municípios 2012 da Associação dos Municípios do Amazonas, o qual traz a lista atualizada de prefeitos do Estado 09/10/2012 às 14:08
Show 1
Sansuray Pereira foi reeleita para continuar à frente da Prefeitura de Anori
Ana Carolina Barbosa Manaus

Seis prefeitas foram eleitas no pleito do último dia 7 no Amazonas, uma a menos que em 2008. O número equivalente a 27,3% de um total de 22 candidatas registradas este ano no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O número de candidaturas femininas este ano também caiu se comparado a última eleição municipal, quando 25 mulheres concorriam ao cargo de chefe do executivo nas prefeituras do Estado.

Esta foi a primeira eleição municipal que considerou a vigência da lei 12.034/2009, a qual estabelece, em seu artigo 45, a obrigatoriedade de “promover e difundir a participação política feminina, dedicando às mulheres o tempo que será fixado pelo órgão nacional de direção partidária, observado o mínimo de 10%”.

Esta foi a primeira eleição municipal que considerou a vigência da lei 12.034/2009, a qual estabelece, em seu artigo 45, a obrigatoriedade de “promover e difundir a participação política feminina, dedicando às mulheres o tempo que será fixado pelo órgão nacional de direção partidária, observado o mínimo de 10%”.

No último dia 7, foram eleitas ou reeleitas as seguintes prefeitas: Sansuray Pereira (PSD), de Anori – com 61,63% dos votos válidos -; Iracema Maia da Silva (PSD), em Benjamin Constant – com 50,69% dos votos -; Marlene Gonçalves (PMDB) em Jutaí – com 52,78% dos votos -; Lindinara Ferreira (PT), em Novo Airão – com 44,44% dos votos -; Maria Barroso (PMDB), em Pauini – com 37,92% dos votos e Aguimar Silverio da Silva (PR), em Ipixuna – com 51,57% dos votos.

Esta última renunciou a candidatura como vereadora para concorrer ao cargo de prefeita, já que Gelzimar Saraiva (PCdoB) renunciou a candidatura à prefeitura e restava apenas o candidato Davi (PSD) pleiteando o cargo. Além delas, o Amazonas conta, ainda, com uma candidata mulher no segundo turno das eleições na capital: a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), que disputa a prefeitura com Arthur Virgílio (PSDB).

No caso dos homens, o número de candidatos a prefeituras registrado no TSE foi bem superior ao de mulheres: 196, ou, 790% maior que o de candidaturas femininas (22). Eleitos, foram 54, ou seja, serão 48 homens a mais que mulheres à frente das prefeituras no Amazonas. Contudo, se comparado a 2008, o número de candidatos homens caiu 10,5%. À época, foram registradas 219 candidaturas masculinas.

Vereadoras

No caso das postulantes ao cargo de vereadora, foram registradas no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), este ano, 1.985 candidaturas femininas em todo o Estado, das quais 80 foram eleitas, o equivalente a 4%.

O número de candidaturas masculinas foi 119,2% superior e o de eleitos, 673%, ou seja, 619 homens dos 4.351 que candidatos devem ocupar seus lugares nas Câmaras Municipais do Estado na próxima legislatura. Se considerado o número de candidaturas masculinas, os eleitos contabilizam 14,2% do total.