Publicidade
Manaus
Manaus

Câmara de Manaus se mobiliza contra cobrança indevida em contas de energia

Por meio da Comissão de Defesa do Cosumidor da Casa será realizada Audiência Pública no próximo dia 9,  onde estará presente o superintendente de fiscalização dos Serviços de Eletricidade da Aneel, José Moisés da Silva, representantes do PROCON-AM e Ministério Público do Estado (MPE) 07/03/2012 às 13:57
Show 1
Vereadora Mirtes Sales preside a Comissão de Defesa do Consumidor na Câmara Municipal de Manaus
Acrítica.com Manaus

Os consumidores que foram lesados com cobranças superfaturadas de suas contas de energia poderão ter a solução de seus problemas encaminhados diretamente para os fiscais da Agência Nacional de Energia (Aneel), durante audiência pública na Câmara Municipal de Manaus (CMM), no próximo dia 9 de março, às 9h, no auditório Adriano Jorge.

Na ocasião, estará presente o superintendente de fiscalização dos Serviços de Eletricidade da Aneel, José Moisés da Silva, representantes do PROCON-AM e Ministério Público do Estado (MPE).

A presidente da Comissão de Defesa do Consumidor do Legislativo Municipal, vereadora Mirtes Salles (PPL), está mobilizando os consumidores para participarem da audiência. A parlamentar orienta que eles levem cópia das cinco últimas contas e mais da Identidade e CPF. Caso a residência em questão seja alugada, é preciso também ter a cópia do contrato em mãos.

“Trata-se de uma ótima oportunidade para os consumidores resolverem suas pendências de forma mais célere”, observa a parlamentar.

A vinda dos representantes da Aneel foi provocada pela presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal, que esteve em Brasília, no dia 23 de fevereiro, para denunciar a Amazonas Energia por prática de cobrança indevida das contas. Além de José Moisés da Silva, virão de Brasília para participar da audiência, a assessora parlamentar Rita de Cassia Ravala e o representante da Ouvidoria da Aneel, Carlos Marcel Ferreira da Silva.

O documento enviado para a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara, o diretor-presidente da Amazonas Energia, Marcos Aurélio Madureira, no dia 14 de fevereiro, confirmou que a mesma faturou pela média grande parte de suas unidades consumidoras da capital, devido a problemas com a empresa terceirizada responsável pela aferição dos contadores. O problema é que em muitos casos essa média foi calculada para cima, pegando os consumidores de surpresa com contas fora de suas realidades.