Publicidade
Manaus
Manaus

Caminhão destrói fachada da fábrica de cabines antiassalto em Manaus

Conforme a representante do estabelecimento, a empresária Keyla Roberta Lima, 35 anos, além de atingir toda a fachada da fábrica, três carros foram “jogados” para cima da calçada do prédio 06/07/2012 às 21:46
Show 1
Caminhão bate em fachada e atinge carros
Thiago Gonçalves Manaus (AM)

Um acidente de trânsito envolvendo quatro carros e um caminhão deixou o trânsito complicado na Avenida Major Gabriel, bairro Praça 14, Zona Sul de Manaus, no início da tarde desta sexta-feira (6).

No evento inesperado, o caminhão de cargas atingiu a fachada da Fábrica de Cabines Antiassalto para Taxis de Manaus, com inauguração prevista para a próxima terça-feira (10). O fato ocorreu por volta do meio dia.

Segundo informações do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), agentes foram ao local para auxiliar o tráfego prejudicado.


Pelo menos cinco veículos foram danificados (Foto: Eric Gamboa/Freelance)

Conforme a representante do estabelecimento atingido, a empresária Keyla Roberta Lima, 35 anos, além de danificar a fachada da fábrica, três carros foram “jogados” para cima da calçada do prédio.  “O caminhão destruiu parte da única fábrica de cabines contra assaltos a taxis para ser inaugurada na terça-feira”, lamentou.

O motorista do caminhão não fugiu do local e disse que acionou a direção da empresa, na qual trabalha, para tomar providências. Adenilson Freitas, 47 anos, alegou que perdeu o controle do veículo que, segundo ele, descia a avenida em baixa velocidade. “Não tive como frear e acabei colidindo com os carros pequenos que estavam estacionados”, justificou.

O condutor do veículo de grande porte teve ferimentos leves. A dona da empresa acionou a polícia e a perícia de trânsito. O caso  foi registrado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Os carros estacionados foram "engavetados" no acidente, porém não houve vítimas com ferimentos graves. (Foto: Eric Gamboa/Freelance)

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) enviou um equipe ao local para auxiliar a retirada dos veículos que ficaram presos uns aos outros.

A empresa Jasper Representações que detém as atividades da primeira fábrica de cabines antiassalto para taxis contabilizou prejuízo de R$ 17 mil pela estrutura que foi destruída. A Jasper manteve a inauguração da fábrica para a próxima terça-feira (10), pois, vai refazer parte da obra danificada.