Publicidade
Manaus
Manaus

Cancelamento de voo gera transtornos a passageiros no Aeroporto Internacional de Manaus

Procuradora Sandra Couto, do grupo de passageiros prejudicados pelo voo da Azul Linhas Aéreas, disse que além das informações nada  convincentes sobre o cancelamento, as crianças e os passageiros só tiveram acomodações e alimentação ofertadas pela empresa na manhã desta segunda-feira (14)    14/05/2012 às 13:25
Show 1
Conforme a resolução 141 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a companhia o passageiro que tiver seu voo cancelado, ou interrompido deve ter reacomodação imediata
JOELMA MUNIZ Manaus

Os passageiros do voo 4171 da Azul Linhas Aéreas, que deveriam embarcar de Manaus para a cidade de Campinas em São Paulo, 1h da madrugada desta segunda-feira (14), foram surpreendidos com o cancelamento do vôo, sem muitas explicações por parte da empresa.

De acordo com a procuradora do governo do Amazonas em Brasília, Sandra Couto, que faz parte do grupo de passageiros prejudicados, além de não terem recebido explicações efetivas sobre as causas do problema, os clientes da Azul, entre eles crianças e idosos, só tiveram acomodações e alimentação ofertadas pela empresa pela manhã.

“A maioria das pessoas inclusive eu chegou ao aeroporto Eduardo Gomes por volta das 10h da noite. Eles se limitaram a nos dizer que houve uma pane técnica na aeronave, a falta de respeito foi tanta que as crianças estavam jogadas por cima dos balcões. Só às 6hs da manhã é que eles nos direcionaram para um hotel da cidade”, comentou.

A procuradora afirmou que o voo está lotado, que a empresa se limitou a dizer que a partida dos passageiros está novamente programada para as 16hs desta segunda.

Os funcionários da empresa que atendem no aeroporto, não quiseram comentar o ocorrido, apenas informaram três números de telefone da assessoria da impressa que fica no Estado de São Paulo, mas as linhas (11)4831-xx-41, 4831-xx-43, 4831-xx44 não direcionam para o atendimento do setor.

As novas regras para o setor aéreo que ampliam os direitos dos passageiros em caso de atrasos e cancelamentos de voos entraram em vigor neste domingo, 13.

Reacomodação
Por meio de sua assessoria de imprensa, a Azul Linhas Aéreas informou que o voo 4171, que faria a rota entre Manaus e Campinas, com saída da capital amazonense às 1h20, foi cancelada devido a uma manutenção não programada na aeronave.

A empresa garantou que todos os clientes foram reacomodados em outros voos da companhia e de congêneres e receberem todo o auxílio necessário conforme a Resolução 141 da ANAC.

Ainda de acordo com a assessoria, a Azul lamenta eventuais transtornos ocorridos aos seus clientes e informa que procedimentos como estes são necessários para conferir a segurança de suas operações.

ANAC
Conforme a resolução 141 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a companhia o passageiro que tiver seu voo cancelado, ou interrompido deve ter reacomodação imediata.

A regra obriga as companhias aéreas a reembolsar imediatamente o passageiro cujo voo for cancelado ou atrasar mais de quatro horas, se o bilhete já estiver quitado.

O regulamento prevê que as empresas devem proporcionar esse serviço uma hora depois do atraso ou cancelamento. Depois de duas horas, elas também são responsáveis pela alimentação do passageiro, e, a partir de quatro, pela acomodação em local adequado.

Se o vôo tiver sido cancelado ou interrompido, o passageiro terá a opção de terminar o trajeto por meio de outro transporte ou esperar o próximo vôo. Em caso de problemas, as companhias aéreas têm de entregar aos passageiros um folheto com informações sobre os novos benefícios.