Publicidade
Manaus
Manaus

Candidato Serafim vota acompanhado do vice

Ele chegou ao local de votação por volta das 9h15 deste domingo (7). Ao ser indagado sobre possível ida ao segundo turno, serafim foi esperançoso 07/10/2012 às 13:48
Show 1
Candidato à prefeitura Serafim Corrêa durante processo de votação
A Crítica Manaus (AM)

O candidato a prefeito de Manaus, Serafim Corrêa, coligação "Agora somos nós e o povo" (PSB/PSOL), votou na Escola Estadual Brasileiro Pedro Silvestre, na Rua 10 de Julho no Centro. Ele chegou ao local de votação por volta das 9h15 deste domingo (7).

Serafim estava acompanhado do seu vice, deputado estadual Marcelo Ramos (PSB). “É uma alegria muito grande estar cumprindo meu dever cívico”, disse ele.

Ao ser indagado sobre possível ida ao segundo turno ele falou: “Da mesma forma que em 96 e 2004, que disseram que eu não ia, e eu fui. As urnas são soberanas, as pesquisas não”, ponderou o candidato.

O vice-candidato a prefeito da capital, Marcelo Ramos, segue com Serafim para votar na Escola Luiza Nascimento, no bairro Praça 14, Zona Centro-Sul. Os candidatos também vão acompanhar as suas esposas votarem, e devem aguardar o resultado das votações na residência de Serafim.

Serafim

Economista formado pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Serafim Fernandes Corrêa, nasceu no dia 3 de maio de 1947 em Manaus.

Sua carreira política é marcada por cargos na Câmara Municipal de Manaus (CMM) nos anos de 1988 e 1992. Tentou emplacar no cargo de prefeito de Manaus nos anos de 1996 e 2000 sem conseguir êxito.

Derrotas e vitórias

Ao lado de Eduardo Braga concorreu ao cargo de vice-governador no ano de 1998, quando foram derrotados por Amazonino Mendes e Samuel Assayag. Já em 2002 quando tentou chegar ao cargo de governado, agora do lado oposto a Braga, foi derrotado.

Em 2004 foi eleito prefeito de Manaus no segundo turno das eleições, onde concorreu com Amazonino Mendes. No ano seguinte, 2008 não consegui a reeleição, perdendo para o mesmo Amazonino Mendes. Na eleição seguinte disputou o cargo de Chefe do Executivo Estadual, perdendo para o atual governador Omar Aziz.

Filiação

É filho de Joaquim Francisco Corrêa e Safira Fernandes Corrêa, ingressou no funcionalismo público no ano de 1976 como auditor fiscal. Escreveu quatro livros: "Porque Bosco Morreu", "Manaus e a Constituição-Mãe", "Os Números de Manaus" e "Zona Franca de Manaus - História, Mitos e Realidade".