Publicidade
Manaus
Política, Eleições Municipais 2012, Prefeitura de Manaus, propostas de governo , Arthur Virgílio, Herbert Amazonas, Henrique Oliveira, Jerônimo Maranhão, Luiz Navarro, Pauderney Avelino, Sabino Castelo Branco, Serafim Corrêa, vanessa grazziotin

Candidatos prometem trens e até a descriminalização das drogas em Manaus

Todo programa de governo apresenta soluções para os problemas corriqueiros da cidade, mas em Manaus há candidato que pretende construir campos de peladas, eleger delegados de polícia, além de resolver o problema de abastecimento de água em um mês  21/09/2012 às 20:00
Show 1
Propostas em Manaus vão das mais viáveis às mirabolantes, como a implantação de malha ferroviária
Síntia Maciel Manaus

Incentivo ao transporte aquaviário, metroviário e ferroviário; concessão gratuita do Habite-se; construção de casas populares com recursos de governo e da iniciativa privada; distribuição de computadores para estudantes da rede municipal são algumas das propostas de governo, elaboradas pelos nove candidatos à Prefeitura de Manaus, e registradas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), no mês de julho.

Via de regra em todo o programa de governo há soluções para os problemas corriqueiros da cidade, como ampliação da rede de abastecimento de água, melhorias arquitetônicas, geração de emprego, entre outras. Entretanto, sempre há espaço para algumas propostas um tanto curiosas.

É o caso, por exemplo, da implantação dos Centros de Educação Municipal Infantis (Cemeis) de tempo integral para receber crianças a partir de 3 meses de idade até os 5 anos, proposta pelo candidato Pauderney Avelino (DEM).

A proposta até se mostra interessante, principalmente para as mães que precisam trabalhar e não tem com que deixar os seus filhos. Porém, a idade inicial da criança para ser recebida na creche - três meses -, coincide com o período da licença maternidade da mãe. Além disso, seria preciso ter um banco de leite em cada uma das creches, uma vez que as mesmas são de tempo integral, e um bebê até os 6 meses de vida só se alimenta de leite materno.

Não muito diferente de tal projeto será a "Escola da Mulher", do prefeiturável Artur Virgílio (PSDB), que está prevista para abrigar berçário e creche, e deverá funcionar nas proximidades da escola, para que a mãe possa continuar o estudo, seja ela adolescente ou adulta.

Inclusão Digital
Distribuição de netbooks aos alunos da rede municipal de ensino é uma das propostas do candidato Serafim Correa (PSB). Conforme o programa do candidato, os computadores serão repassados aqueles alunos que se encontram nas quatro últimas séries do Ensino Fundamental (6º ao 9º).

Dados da Secretaria Municipal de Educação (Semed), dão conta de que Manaus detém 493 escolas, que abrigam um total de 230 mil estudantes. Aproximadamente mais de 20 mil aparelhos seriam distribuídos entre os alunos, que além de fazerem parte da inclusão digital seriam alvos potenciais de assaltantes, em virtude do equipamento que estarão carregando nas bolsas.

Bons de Bola
Apesar de uma partida de pelada ser realizada em qualquer área, o candidato Sabino Castelo Branco (PTB), pretende construir Campos de Peladas nas zonas urbana e rural de Manaus, além da construção de áreas de lazer permanentes.

Ainda na área esportiva, o candidato Henrique Oliveira (PR) pretende ajudar os times de futebol amazonense a voltar às primeiras divisões do Futebol Brasileiro.  

Não precisa ser comentarista esportivo para saber que o referido esporte, principalmente no Amazonas, não depende somente de vontade política, mas de contratação de bons jogadores, técnico, infraestrutura, entre outros fatores. Além disso, o futebol amazonense tem exemplo de inúmeros clubes que há alguns anos receberam dinheiro e não subiram de série. Outro fator que também contribui contra a proposta diz respeito ao fato dos cartolas dos clubes locais tratarem a paixão brasileira de forma amadora no Amazonas.

Casos de polícia
Descriminalização das drogas para acabar com o submundo do narcotráfico e construção de uma nova polícia, controlada pela comunidade, com delegados eleitos. Tais medidas além de serem inviáveis para o poder público municipal, ferem a Constituição Federal.

Mas não o são para o candidato Herbert Amazonas (PSTU), que caso eleito prefeito de Manaus, pretende legalizar as ocupações de terras e urbanização dos terrenos, realizar a expropriação das grandes empresas e grandes proprietários de terrenos, casas e apartamentos dedicados à especulação imobiliária.

Ainda no aspecto da segurança pública, o candidato Jerônimo Maranhão (PMN) pretende oficializar uma prática comum nas investigações de crimes realizados pela Polícia Civil, o uso de imagens das câmeras de vigilância instaladas nos imóveis localizados na área em que ocorreu o delito.

Transporte e Mobilidade urbana
Enquanto o monotrilho e o BRT não se tornam realidade para a mobilidade urbana de Manaus – previstos para a Copa de 2014 -, o prefeiturável Luiz Navarro (PCB), caso eleito prefeito irá criar os Conselhos de Transporte Fluvial e Alternativos, que irão administrar o monotrilho, além de trens de alta tecnologia.Tais conselhos também deverão incentivar o transporte aquaviário, metroviário e ferroviário.

Caso a malha ferroviária não seja implantada em Manaus, outra prefeiturável, a também comunista Vanessa Grazziotin (PCdoB), caso eleita, pretende conceder 8 horas de integração temporal – tempo de uso de apenas uma passagem de ônibus de um terminal a outro da cidade.

Outra proposta de Grazziotin, declarada pela candidata durante um comício na cidade, é resolver dentro de um mês um problema que há anos castiga a população manauara: o abastecimento de água.