Publicidade
Manaus
Manaus

Candidatos que deixaram de prestar contas no Amazonas somam 6.734, segundo TRE-AM

De acordo com o TRE-AM, apenas 635 declarações foram entregues em Manaus. O prazo encerrou na última terça-feira (06/11) para partidos políticos, comitês de campanha e candidatos 10/11/2012 às 17:25
Show 1
Prazo para prestação de contas encerrou na última terça-feira
Ana Carolina Barbosa Manaus

Deixaram de prestar contas no prazo estabelecido pela Legislação Eleitoral  6.734 candidatos e órgãos partidários que participaram do primeiro turno das eleições deste ano no Amazonas, ou, 72,3% dos 9.313 que participaram do pleito no Estado, segundo o coordenador da Comissão de Prestação de contas do órgão, Pedro Batista. De acordo com ele, os ‘faltosos’ devem ser intimados a entregarem a documentação em 72 horas, a contar da notificação.

O prazo encerrou na última terça-feira (06/10). Na divisão, 2.286 candidatos apresentaram a prestação de contas de 7.468, além de 293 dos 1.855 comitês financeiros e partidos políticos que participaram de campanhas que antecederam o primeiro turno das eleições.

Na capital, 285 candidatos que concorreram no primeiro turno das eleições deste ano em Manaus deixaram de prestar contas no prazo estabelecido pela Legislação Eleitoral de um total de 920 que participaram no pleito na capital, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM).

De acordo com o órgão, apenas 635 declarações foram entregues em Manaus. O prazo encerrou na última terça-feira (06/11) para partidos políticos, comitês de campanha e candidatos.

Segundo dados do DivulgaCand – sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de registro de candidatura -, o Estado totalizou 233 candidatos a prefeito, 238 a vice e 7.255 candidatos a vereador, o que soma 7.726. Contudo, foram suprimidas na hora da prestação de contas as candidaturas impugnadas (245), restando apenas as consideradas regulares.

A legislação eleitoral prevê, caso o candidato não apresente as contas eleitorais, que ele não poderá obter a certidão de quitação eleitoral e, em consequência, ficará impedido de obter o registro de candidatura para a próxima eleição por não estar quite com a Justiça Eleitoral. Os candidatos que concorreram no segundo turno das eleições em Manaus, prefeito eleito Artur Virgílio (PSDB) e senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) têm até o dia 27 para formalizar a entrega.