Publicidade
Manaus
Economia, CAS, Suframa, PIM

CAS avalia nesta quarta (9) em Manaus, projetos que somam US$ 368 milhões

Um total de 57 projetos industriais e de serviços - 23 de implantação e 34 de ampliação, atualização e diversificação - serão apreciados e devem gerar 1.214 novas vagas de empregos nos próximos três anos 09/05/2012 às 10:03
Show 1
Projetos com investimentos de US$ 16.4 milhões, serão apresentados pela Dafra, para produzir motocicleta acima de 450 cm e bicicleta elétrica
acritica.com Manaus

O Conselho de Administração da Suframa (CAS), avalia nesta quarta-feira (9), a partir das 13h, em sua 256ª reunião, na sede da autarquia, localizada no Distrito Industrial, na Zona Sul de Manaus, uma pauta diversificada que inclui projetos nas áreas da Saúde, Energia, Logística, Informática e Motocicletas.

São 57 projetos industriais e de serviços - 23 de implantação e 34 de ampliação, atualização e diversificação - que somam investimentos totais (incluindo capital de giro) de US$ 368.7 milhões. A previsão é a abertura de 1.214 novas vagas de empregos nos próximos três anos.

“Esta pauta está bem diversificada o que comprova que os incentivos fiscais do modelo Zona Franca de Manaus são adequados para uma boa quantidade de segmentos de produção. Ao mesmo tempo, o setor de Duas Rodas que sempre apresenta projetos no Conselho, traz mais uma vez novos investimentos que fortalecem a já bem adensada cadeia produtiva de motocicletas”, destaca o superintendente da Suframa, Thomaz Nogueira.

Entre os projetos de implantação os destaques são: o projeto da Sense Bike para bicicletas elétricas com investimento total de US$ 6.3 milhões; CMC da Amazônia para produção de armação para óculos, óculos de sol (sinalizando uma retomada do polo ótico que já foi expressivo no PIM) e relógios de pulso com US$ 15 milhões de investimento total; Gel Net para tablets com de US$ 2 milhões; e DF da Amazônia para produção de motor à explosão, trazendo para o PIM mais um componente que adensa a cadeia produtiva do setor de Duas Rodas. O investimento total é de US$ 15.5 milhões.  

Diversificação
Da pauta de ampliação, atualização e diversificação destacam-se: a Amazonpostes indústria de artefatos de concreto que tem projeto com investimento total de US$ 3.3 milhões para produzir postes de energia de fibra de vidro com poliéster; a Dafra, que também tem projeto com investimento de US$ 16.4 milhões para produzir motocicleta acima de 450 cm e bicicleta elétrica; e a Dixtal Biomédica que prevê investimento total de US$ 3.8 milhões para produzir máquina de anestesia. A Carboquímica submete projeto de US$ 10.4 milhões para produzir  estrutura flutuante (balsa para transporte).

A Masa da Amazônia tem outro projeto de telejogos com investimentos totais de US$ 49.3 milhões e a Bramont quer trazer mais uma linha de veículos utilitários (jipe) e transporte de mercadorias para o PIM, com investimentos de US$ 68.8 milhões.