Publicidade
Manaus
Manaus

Cliente reclama do atendimento do Carrefour de Manaus sobre suas "Promoções"

Cliente vai ao supermercado para levar o máximo de produtos da "Promoção", mas, ao chegar no caixa é barrado. Depois de muita discussão, consegue levar a quantidade desejada mesmo tendo sofrido o constrangimento de bater-boca com os funcionários do Carrefour 14/03/2012 às 20:17
Show 1
Carrefour e suas "Promoções"
Marlen Lima Manaus

Na tarde desta quarta-feira, 14, por volta das 17horas, uma cena constrangedora aconteceu em uma das lojas da rede Carrefour com o microempresário Carlos André Rocha, 29, morador na Compensa, zona Oeste de Manaus (AM), onde também tem um mercadinho.

Carlos André conta que foi comprar dois produtos que se encontravam em promoção, conforme anúncio na TV, e se dirigiu ao Carrefour que fica no Dom Pedro, zona Centro-Oeste da cidade. E como muito dos consumidores que quer se beneficiar com as “promoções”, ele tentou levar uma quantidade do produto que para a caixa do supermercado figurava como atacado, daí, segundo ele, ela ter destacado que as lojas Carrefour são varejistas, e que ele não poderia levar aquela quantidade desejada.

O dono do mercadinho, que foi fazer suas compras como pessoa física, quis comprar cinco caixas de do leite da marca Italac, de 1 litro, que está ao preço de 1,99 reais e três caixas do creme de leite, da marca Nestlé, com a unidade ao custo de 0,99 centavos de real.

Após muita discussão com a caixa do supermercado, o gerente da loja e o fiscal, Carlos André conta que decidiu que daquela vez não abrira mão de seus direitos, e que não sairia da loja, daquele caixa, até ser atendido por alguém da empresa que respeitasse o que acha ser seus direitos de consumidor.

Segundo André, não havia nenhuma informação nas gôndolas desses produtos que estavam em promoção dizendo a quantidade máxima que cada cliente poderia levar. “Na TV não aparece à quantidade que cada pessoa pode levar da promoção. Não é a primeira vez que isso acontece no Carrefour, e já vi muita gente desistindo da compra por conta disto. Isso é uma afronta, um desrespeito, é muito constrangedor. Mas, hoje, mesmo assim, eu resolvi ir até o fim, e acabei levando o que queria e na quantidade que queria”, disse ele.

Carrefour
Ao ser procurado pela reportagem do Portal Acritica.com, o Carrefour de Manaus informou que por aqui não poderia dar nenhuma declaração, e que só o escritório jurídico do Carrefour em São Paulo (SP) é que iria se pronunciar oficialmente, através da Assessoria de Imprensa.

De São Paulo a Assessoria de Imprensa da rede Carrefour fez contato com a Redação do Portal Acrítica.com, ficando de dar uma declaração oficial sobre o acontecido, mas, até o fechamento desse material nada foi enviado.

<!-- /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:10.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-theme-font:minor-fareast; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}-->

Passado
O Carrefour, em Manaus, tem sido alvo de várias denúncias, até mesmo se negandoa cumprir compromisso público com o consumidor, como tanto prega em seus anúncios.

Neste ano, na expectativa de que o hipermercado,que é de origem francesa, vendesse uma lavadora de roupas, com o preço inferiorpela concorrência, cliente foi supreendido com um “não”.



<!-- /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:10.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-theme-font:minor-fareast; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}-->

Passado
O Carrefour, em Manaus, tem sido alvo de várias denúncias, até se negando acumprir compromisso público com o consumidor, assim como tanto anuncia.

Neste ano, na expectativa de que o hipermercado de origem francesavendesse uma lavadora de roupas, com o preço inferior ao anunciado pelaconcorrência, cliente foi surpreendido com um “não”