Publicidade
Manaus
Manaus

Comoção marca enterro de membros da família Belota em Manaus

Os três foram mortos em suas casas, na última terça-feira (22), em um crime que, segundo a polícia, foi arquitetado pelo publicitário Jimmy Robert Queiroz de Brito, 30, filho de uma das vítimas. A irmã de Jimmy, Jamille Brito, disse que lamenta muito o episódio, mas perdoa o irmão 25/01/2013 às 15:15
Show 1
Jamile, irmã de Jimmy, diz que perdoa o irmão que planejou a morte do pai, da tia e da prima. Ao lado dela, o avô, de 87 anos, pai de duas das vítimas
acritica.com Manaus

Mesmo com a forte chuva registrada em Manaus nesta tarde (24/01), pelo menos 80 pessoas, entre amigos e parentes da família Belota, compareceram ao enterro da coordenadora-geral de Comércio Exterior, da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) Maria Gracilene Belota, 59, da filha, a estudante universitária Gabriela Belota, 26, e do irmão, Roberval Roberto de Brito, 63, ocorrido às 15h, no cemitério Santa Helena, no bairro São Raimundo, na Zona Centro- Oeste de Manaus. A ocasião foi marcada pela comoção e manifestações de carinho aos que sofreram com a perda dos entes queridos.



Roberval Roberto de Brito, 63, irmão de Maria Gracilene e tio de Gabriela, seria sepultado no cemitério Nossa Senhora Aparecida, no bairro Tarumã, na Zona Oeste da cidade, mas, na manhã desta quinta-feira, a família decidiu que todos seriam enterrados no mesmo cemitério.  A filha dele e irmã de Jimmy, Jamille Brito, disse que lamenta o episódio, mas perdoa o irmão.

Os três foram mortos em suas casas, na última terça-feira (22), em um crime que, segundo a polícia, foi arquitetado pelo filho de Roberval, o publicitário Jimmy Robert Queiroz de Brito, 30, e executado juntamente com os comparsas Ruan Pablo Bruno Cláudio Magalhães e Rodrigo de Moraes Alves. Eles foram presos acusados de homicídio triplamente qualificado, porte ilegal de armas e formação de quadrilha.


O velório das vítimas foi realizado na funerária Almir Neves, localizada na rua Monsenhor Coutinho, no Centro de Manaus, desde às 8h, dessa quarta-feira (23).

Revolta

Para o deputado estadual Adjuto Afonso, cunhado de Gracilene, as mortes configuram uma perda irreparável para a família Belota.


O pai de Gabriela, a estudante morta, coronel Mário Belota, trata-se de uma tragédia. Sobre Jimmy, acusado de ser o mentor do triplo homicídio, ele disse que ainda não encontrou com o rapaz. “E nem quero conversar com ele”, afirmou, revoltado.

Já Thomaz Nogueira, superintendente da Suframa, disse que “qualquer família está sujeita a isso. É um problema da sociedade. A sociedade está assim”.