Publicidade
Manaus
Manaus

Compra de móveis é investigada na Câmara Municipal de Manaus

A presidência da Câmara institui, nesta segunda-feira (07), uma comissão que vai apurar “possíveis danos” na aquisição das peças 05/01/2013 às 08:57
Show 1
O servidor da CMM, Flávio Monteiro (à direita) coordena o trabalho da comissão de inspeção sobre os móveis
Mariana Lima ---

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Bosco Saraiva (PSDB) instala, na segunda-feira (07), comissão de sindicância para estudar possíveis irregularidades na entrega de móveis para os gabinetes dos vereadores. Os móveis foram comprados pelo ex-presidente da Casa, Isaac Tayah (PSD). A medida faz parte de uma série de auditorias em contratos anunciadas na quinta-feira por Bosco Saraiva.

A informação de que realizaria auditoria em contratos feitos na gestão de Tayah foi dada por Bosco momentos depois de quebrar o contrato com a empresa Lay Out Publicidade, responsável pela terceirização dos serviços operacionais e administrativos da TV Câmara. “Vamos revisar todos os contratos. Todos que estiverem em vigência e não estiverem regulares podem ser quebrados. A Lay Out é passado, assim como o painel eletrônico”, declarou o presidente.

Nesta sexta-feira (04), o novo diretor administrativo da CMM, Rubenilson Massulo, afirmou que uma comissão de sindicância será nomeada, na segunda-feira, para apurar possíveis irregularidades no recebimento de 765 móveis comprados por Tayah. Ao todo, são 120 armários de aço, 150 gaveteiros para mesas de escritório, 195 cadeiras simples, 150 cadeiras tipo chefe (a serem usadas pelos vereadores) e ainda 150 mesas de escritório que serão auditados.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).