Publicidade
Manaus
Cotidiano, Energia Eletrica, Eletrobrás Amazonas Energia, Enem 2012

Concessionária de energia informa em nota que 400 áreas ainda estão sem energia em Manaus

Conforme a Amazonas Energia, a violência do fenômeno natural provocou recordes de chamados já registrados nos últimos anos no call center, o que teria causado congestionamento nas ligações 02/11/2012 às 18:25
Show 1
Temporal afetou o fornecimento de energia em várias partes de Manaus
acritica.com Manaus

Até as 16h desta sexta-feira (2), a Eletrobras Amazonas Energia contabilizava o total de 400 ocorrências pendentes no Centro de Operação da Distribuição (COD). Os chamados são de vários pontos espalhados pela cidade e dizem respeito a falta de energia em áreas afetadas pelo temporal da última teça-feira (30).

As áreas que ainda apresentam o maior número de ocorrências são a Alvorada, o Tarumã, a Compensa e a Nova Esperança (Zona Oeste); Santa Etelvina (Zona Norte); São José (Zona Leste); Adrianópolis (Zona Centro-Sul); e Cachoeirinha (Zona Sul).

No entanto, a companhia ressaltou que não há bairro inteiro sem energia elétrica. Os problemas estão relacionados a uma rua ou uma unidade consumidora (casa, comércio, etc) em específico.

Em coletiva de imprensa na tarde dessa quinta-feira (1º), o gerente da Operação da Distribuição da empresa, Eduardo Vieiralves, informou que a prioridade máxima da empresa é de restabelecer todo o serviço de fornecimento de energia elétrica até este sábado (3).

“A tempestade tropical foi arrasadora e não poupou nenhuma área da cidade. Todas as zonas de Manaus foram atingidas. Sabemos dos problemas, mas pedimos a compreensão da população e reforçamos que estamos trabalhando com as equipes dia e noite para normalizar o serviço o mais depressa possível”, disse.

Vieiralves explicou que a empresa providenciou, em um primeiro momento, restabelecer o circuito de alimentadores (13.8 kV) que atendem um maior número de consumidores e, em seguida, atendeu os pontos mais isolados.

“Agora estamos atendendo os pontos de capilaridade que são muitos. Só para se ter uma idéia, até hoje (quinta-feira) ainda existem árvores, telhas, placas, entre outros objetos, em cima da rede elétrica. Por isso, existe uma dificuldade maior em atender alguns pontos”, esclareceu.

De acordo com ele, a quantidade de ocorrências atendidas em função da tempestade tropical ocorrida no dia 30 foi a maior de todos os últimos anos.

A Eletrobras Amazonas Energia possui um total de 14 mil quilômetros de rede elétrica de média e baixa tensão e 222 circuitos alimentadores somente em Manaus. Cada um desses circuitos atende uma média de quatro mil unidades consumidoras.

Até o momento, a empresa não calculou o prejuízo com o desastre natural e tem como prioridade, a normalização do serviço de energia elétrica em toda a cidade.

Para atender a demanda, houve o reforço de equipes vindas de vários departamentos da capital e do interior. A empresa registra uma média de 80 ocorrências atendidas por hora em Manaus e já prevê o restabelecimento total do fornecimento de energia elétrica.

Conforme a Amazonas Energia, a violência do fenômeno natural provocou recordes de chamados já registrados nos últimos anos no call center, o que teria provocando congestionamentos nas ligações. Os números registrados foram da ordem de 5 mil, quando a média normal é de 400 ligações.

Enem
A empresa reforçou que irá cancelar as interrupções programadas para este fim de semana e deu garantia de que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) irá acontecer sem quaisquer problemas.

“A menos que ocorra um outro evento dessa magnitude (tempestade), teremos a total garantia de as escolas que estarão aplicando a prova do Enem terão atenção dobrada para que tudo ocorra dentro da normalidade”, antecipou Eduardo Vieiralves.