Publicidade
Manaus
Manaus

Conheça o coletivo manauara ‘Cientistas do Samba’, craque em emplacar hits carnavalescos

O grupo, formado há 19 anos, concorre anualmente nos concursos de samba-enredo em escolas de samba de Manaus e do Rio de Janeiro 16/01/2016 às 15:52
Show 1
“Concorremos desde 2012 no Rio de Janeiro na Unidos da Tijuca", declarou Daniel Sales, historiador que participa do grupo
Paulo André Nunes Manaus (AM)

Um grupo formado há 19 anos em Manaus concorre anualmente em concursos de sambas-enredos na capital e no Rio de Janeiro. Denominados de “Cientistas do Samba”, e existindo de forma organizada há cerca de cinco anos, eles são em número de 20 pessoas e vez por outra emplacam composições no Carnaval, sempre com muita inspiração e criatividade.

“Somos um grupo formado por compositores e músicos que concorrem em escolas de samba do Carnaval amazonense e do Rio de Janeiro. São compositores, intérpretes, músicos, cavaquinistas, violinistas que participam desse projeto com o objetivo fim de compôr sambas-enredos”, explica Daniel Sales, historiador do Carnaval amazonense que integra o Cientistas do Samba junto a nomes como Aor Amorim, Marcos Almeida, Biro-Biro Quebra-Copos, Brenner LP, Fábio Jackson, Sandro Roberto e Marcos Verçosa.

Neste ano, o grupo concorreu em Manaus, no grupo Especial, para o samba-enredo nas escolas de samba Reino Unido, A Grande Família, Vitória Régia e Sem Compromisso, e no Rio de Janeiro na Unidos da Tijuca.

Nestes 19 anos de estrada, o Cientistas já venceu 31 sambas-enredos: 7 na Sem Compromisso, 3 na Mocidade da Raiz, um na Kamélia, um na Presidente Vargas, um na Legião de Bambas e 15 na Ipixuna, alem de 3 na Acadêmicos do Rio Negro.

“Concorremos desde 2012 no Rio de Janeiro na Unidos da Tijuca. Em 2012 ficamos em 13º Lugar dentre 51 sambas e, em 2015 fixamos entre os 8 primeiros”, declara Sales.

E em meio a vitórias nos sambas, em alguns anos o grupo ainda foi campeão do Carnaval pelas respectivas escolas, como em 2000 e 2001 pela Ipixuna, no Grupo de Acesso.

Em 2015, foram campeões com a Legião de Bambas no Acesso C. E pela Ipixuna, este ano, são os autores do samba-enredo “Uni/Ubes: a Luta pela Juventude”.

Para este ano, os Cientistas do Samba vai reunir para concorrer novamente na Unidos da Tijuca e em, pelo menos, três escolas do Grupo Especial de Manaus. “A gente só concorre onde achamos que vai haver lisura, uma concorrência mais justa”, destaca Daniel Sales. 

E com colaboração do Cientistas, já está no ar a web rádio Amazon Cult, que executa sambas-enredos e discussões sobre o mundo do Carnaval pela Internet. Hoje, por exemplo, o canal transmite a a feijoada da escola de samba Vila da Barra.