Publicidade
Manaus
Manaus

Corpo enrolado em tapete é encontrado por moradores na Zona Norte de Manaus

Vítima aparenta ter entre 23 e 25 anos e foi encontrada com ferimentos na cabeça e no rosto. Crime será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS)  19/05/2014 às 14:39
Show 1
Homem tinha ferimentos na cabeço e no rosto e pode ter sido morto a pauladas
ACRÍTICA.COM* Manaus (AM)

O corpo de um homem até o momento não identificado pela polícia, foi encontrado na manhã desta segunda-feira (19) enrolado em um tapete com sinais de espancamento, na esquina da rua Cainito com Serpentário, em frente a uma Escola Municipal Jauary Guimarães, no bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte de Manaus.

Por volta de 6h, os moradores que passaram pelo local perceberam que o tapete jogado na rua envolvia o corpo de uma pessoa e acionaram os policiais militares da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

Segundo perícia preliminar, a vítima apresentava vários golpes no rosto e na cabeça provavelmente ocasionados por pauladas. O cadáver também apresentava rigidez, podendo ter sido morto na noite deste domingo (18). 

A vítima trajava uma bermuda branca com listras, estava sem camisa e descalço. O homem tem cabelos pretos e estatura mediana, possuía uma tatuagem no braço direito e aparentava ter entre 23 e 25 anos.  

A equipe do Instituto Médico Legal (IML) fez a remoção do corpo para a sede no bairro Cidade Nova, Zona Norte, onde aguarda a família para o reconhecimento. O crime será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), localizada na Zona Leste, que aguarda a identificação para começar as investigações sobre o motivo de crime e possíveis suspeitos.

Os moradores do local que preferiram não se identificar temendo algum tipo de represália, informaram que não ouviram e nem perceberam nenhuma movimentação diferente e acreditam que a vítima tenha sido apenas jogada no local. A área onde o corpo foi encontrado é de grande fluxo já que a rua serve de passagem para várias crianças que estudam nas proximidades.

*Com informações da repórter Jaíze Alencar