Publicidade
Manaus
Manaus

Correios apresenta pacote de serviços a candidatos

Estatal implantou o “Hot Site Eleições 2012” nos dez maiores colégios eleitorais do AM e quer postar 3 milhões de cartas  23/08/2012 às 14:21
Show 1
O analista de Marketing dos Correios, Cláudio Angelini, afirma que a mídia dos Correios está mais completa
AUGUSTO COSTA Manaus

Aproximadamente 3 milhões de cartas, entre mala direta postal e mala direta postal domiciliar, poderão ser utilizadas pelos nove candidatos a prefeito de Manaus e os 911 candidatos às 41 vagas para a Câmara de vereadores como ferramentas de  campanha eleitoral este ano.

A expectativa é da Diretoria Regional da Empresa de Correios e Telégrafos do Amazonas (DRC-AM) que realizou, ontem, o lançamento regional do serviço  “Hot Site Eleições 2012”. O evento contou com a participação do analista de marketing dos Correios de São Paulo, Cláudio Angelini, e de mais de 300 pessoas entre candidatos e representantes de partidos políticos. O candidato a prefeito de Manaus, deputado federal Pauderney Avelino (DEM), participou do evento.

No evento, a direção dos Correios que é uma empresa estatal, divulgou um pacote de soluções postais que inclui: mala direta postal, mala direta postal domiciliária, correspondência (envio de cartas simples e registradas) Sedex, telegrama, carta/cartão resposta, produtos personalizados (selos, envelopes ou aerogramas especiais), entre outros serviços oferecidos pelos Correios. Mais informações sobre os serviços podem ser acessadas no site: www.correios.com.br/candidatos/pages.

Segundo a diretora dos Correios do Amazonas, Luquesia Mustafá de Lemos, os serviços estão sendo implantados gradativamente nos dez maiores colégios eleitorais do Amazonas. Por enquanto, já estão sendo utilizados em Manaus, Manacapuru e Iranduba, mas devem alcançar nos próximos dias os Municípios de Parintins, Itacoatiara, Coari, Tefé, Maués, Tabatinga e Humaitá.

“A utilização desses serviços proporciona um diferencial competitivo em relação aos demais candidatos, já que permite uma comunicação personalizada e objetiva com cada eleitor. Os Correios já utilizam esse procedimento desde a campanha de 2008. O envio de malas diretas postal domiciliária, que deve ser o mais utilizado pelos candidatos,  subiu de 312 mil unidades em 2008 para mais de 517 mil em 2010, um incremento de mais de 65% entre os dois anos eleitorais analisados. A expectativa para essa eleição é que aproximadamente 3 milhões de cartas serão postadas”, afirmou Luquesia Mustafá.

A diretora da ECT-AM explicou que a mala direta domiciliária é um facilitador porque não precisa o endereçamento. “O candidato apenas apresenta  as suas propostas e a correspondência vai chegar em todas as casas da rua e do bairro que for determinado. Os preços estão acessíveis. Esse serviço, 1 mil unidades de mala direta postal domiciliária, está custando R$ 180,50”, disse Luquesia.

O analista de Marketing,  Cláudio Angelini, destacou a importância do marketing no processo político. “O Correio complementa toda ação e comunicação dos candidatos. Não digo que os candidatos têm que usar somente o e-mail, ou a mala direta, mais todas as mídias disponíveis. Só que a mídia do Correio hoje para essas eleições é mais efetiva porque atendemos todos as residências de forma única e mais barata”, avaliou.