Publicidade
Manaus
Manaus

Correria e espera na aquisição de peixes nas Zonas Norte e Leste de Manaus

Moradores foram informados que caminhão do peixe da prefeitura atenderia a população dos bairros Alfredo Nascimento e Cidade de Deus 05/04/2012 às 13:26
Show 1
Moradores do bairro Cidade de Deus, disseram estar desde as 4h da manhã esperando o "caminhão do peixe"
Evelyn Souza e Thiago Gonçalves Manaus (AM)

A expectativa de adquirir peixe a preço popular para a Semana Santa em Manaus, levou aproximadamente mil moradores dos bairros Alfredo Nascimento, na Zona Norte e Cidade de Deus, Zona Leste de Manaus, a aguardarem em filas formadas desde as 4h da manhã desta quinta-feira (5), mas o "Caminhão do Peixe" da Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempab) não estacionou no local no horário previsto, reclamaram os moradores.

De acordo com a montadora Concelita Nogueira de Jesus, 30, essa entrega na quinta-feira santa é tradicional e teria início às 6h da manhã desta quinta (5). Cerca de 400 moradores do Alfredo Nascimento e mais de 500 do bairro Cidade de Deus receberiam a visita do caminhão da Sempab.

"A gente tem coisa pra fazer em casa, tem muita gente que tem filho pequeno e a gente só quer uma resposta da prefeitura, porque estamos aqui desde cedo, era madrugada ainda quando chegamos. Muitos idosos também estão aqui debaixo desse sol, isso é desumano", ressaltou.

Ao serem questionados sobre quem teria dito que nesta quinta (5) haveria entrega de peixe, a resposta dos moradores foi unânime, o presidente do bairro identificado apenas como Euzébio.

"Ele nos informou ontem (4) que o caminhão do peixe ia passar hoje, e como já é de costume todos nós viemos pra cá aguardar e até agora nada. Tinha muita gente aqui, mas por conta do sol ter esquentado, muita gente foi embora já. O presidente do bairro nem apareceu aqui hoje para dar satisfação nenhuma".

Lia Pantoja, 32, moradora do Cidade de Deus informou que muita gente chegou cedo e se concentrou em  frente à igreja Católica do bairro para aguardar a venda dos peixes com preço acessível. “Vim cedo para esperar e comprar o peixe, tenho filho pequeno em casa, já são 10h e eu já vou embora, pois o sol está muito quente"

No bairro Alfredo Nascimento, muita gente estava concentrada na frente da Escola Antisthenes de Oliveira Pinto, localizada na rua 9 do bairro, onde segundo moradores, também é um local que todo ano as pessoas recebem peixe na quinta-feira santa.


A dona de casa Marizete Sena, 40, relatou que boa parte dos moradores chegaram muito cedo ao local em busca do peixe.

“O amazonense já está acostumado consumir o peixe na Semana Santa, não sei o que está acontecendo agora. Nós já sabíamos que o peixei não ia ser distribuido e sim vendido a preço popular, mas ai eles dizem que o caminhão vem até aqui e até agora não chegou. Acho sim que isso tem alguma coisa a ver com esse ano de eleição, política".

Programação

A prefeitura informou por meio da secretaria de comunicação que não havia nenhuma programação para os locais informados à reportagem pelos moradores, e que o "caminhão do peixe" está estacionado em pontos dos bairros de Manaus que obedeciam o cronograma para a Semana Santa. Sobre distribuição de peixes o órgão descartou a possibilidade de os moradores receberem doações (proibido por lei) por conta da aproximação do período eleitoral.