Publicidade
Manaus
Manaus

CPI do Tráfico de Pessoas do Senado fará Audiência para debater imigração de Haitianos

Para fugir da miséria em seu país, que se agravou após o terremoto ocorrido em 2010, muitos haitianos vêm entrando no Brasil de forma irregular, conduzidos por "coiotes" - homens que cobram para guiar imigrantes clandestinos pela fronteira entre dois países 10/02/2012 às 11:20
Show 1
Além dessas denúncias e da situação legal dos imigrantes, também estarão em debate a falta de estrutura para recebê-los e a dificuldade para lhes oferecer emprego
Acrítica.com Manaus

Para discutir a recente onda de imigração de haitianos ao Brasil, em especial ao Amazonas, a Comissão Parlamentar de Inquérito do Tráfico de Pessoas do Senado Federal, realizará Audiência Pública em Manaus (ainda sem data definida). O anunciou foi feito pela presidente da CPI, senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), durante reunião nessa quinta-feira (9).

Para fugir da miséria em seu país, que se agravou após o terremoto ocorrido em 2010, muitos haitianos vêm entrando no Brasil de forma irregular, conduzidos por "coiotes" - homens que cobram para guiar imigrantes clandestinos pela fronteira entre dois países.

O principal destino dos haitianos são os estados do Acre e do Amazonas.- Há denúncias de maus-tratos e abusos por parte dos coiotes. Precisamos ouvir os imigrantes - afirmou a senadora, citando estimativa não-oficial de que pode haver cerca de seis mil haitianos somente no Amazonas.

Além dessas denúncias e da situação legal dos imigrantes, também estarão em debate a falta de estrutura para recebê-los e a dificuldade para lhes oferecer emprego. Vanessa Grazziotin informou que a audiência em Manaus será realizada em conjunto com a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado (CDH).

A nova relatora da CPI do Tráfico de Pessoas será a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), que vai substituir a ex-senadora Marinor Brito (PSOL-PA). Já o novo vice-presidente da CPI será o senador Paulo Davim (PV-RN), que entra no lugar de Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), presidente da CPI do Ecad. Paulo Davim foi quem solicitou a audiência pública em Manaus.

Vanessa Grazziotin pedirá a prorrogação do prazo dos trabalhos da comissão - o prazo atual se encerra em 15 de abril. E lembrou que a Câmara dos Deputados acaba de criar uma CPI com o mesmo objetivo.