Publicidade
Manaus
buraco rua Londres

Cratera que toma conta de rua em bairro da Zona Leste de Manaus já ameaça duas casas

Moradores que vivem na rua que já foi praticamente tomada pela cratera questionam apoio por parte do poder público para solução do problema 01/02/2012 às 09:28
Show 1
Buraco crece a cada dia, mas famílias permanecem residindo no local
Maria Derzi Manaus

O buraco da rua Londres, no bairro Grande Vitória, Zona Leste, causa a cada dia mais preocupação nas famílias que permanecem residindo no local, apesar do perigo de desabamento das suas casas. Agora, a cratera está prestes a atingir as duas casas da frente, além das que já tragou na lateral da rua.


 Os moradores questionam que os poderes públicos prometeram que, no início de 2012, iriam realizar ações para identificar as demais casas que estão em perigo de desabar e retirar as famílias para serem inseridas no sistema de aluguel, custeado pelo município.

“Mas, janeiro já terminou e não veio ninguém aqui. Tá a mesma coisa. A única diferença é que o buraco tá maior e quase atingindo a minha casa. Estamos correndo o risco mais ainda porque o buraco aumentou. Antes da chuva tinha um apoio que agora caiu. Daqui a pouco a rua vai ficar toda dividida”, disse o desempregado Orcinei Monteiro, que mora com a mulher e mais seis filhos no local. Orcinei salientou que os moradores foram informados sobre um processo licitatório para realização de obras de contenção no local. “Teve uma licitação que a empresa já ganhou para iniciar obras aqui em janeiro. Não apareceu mais ninguém. Nós estamos aqui né e, se Deus nos livre cair? Meu medo é que o buraco tá muito perto e a gente fica apavorado”, salientou Orcinei. O dono da outra casa que está sendo ameaçada pelo buraco é o aposentado Arlindo Simas de Souza. “A situação tá horrível aqui. E já perdi até meu ponto que era meu ganho de vida. Tá perdido, tá fechado. O buraco cada dia vem aumentando mais. A Defesa Civil diz que hoje ou amanhã viria aqui para resolver o problema e nunca resolve”, disse Arlindo.

O aposentado disse que mora no local há 15 anos. Há cinco anos, a parte inferior da residência era um comércio. Hoje, não se pode mais entrar. “ A gente fica com medo de entrar. De cair tudo na nossa cabeça e levar tudo. Eles disseram que vinham fazer obras aqui nesse mês, mas não vieram. Foi só promessa”, disse Arlindo.

Além do buraco, a chuva causou o transbordamento do esgoto que está espalhado no meio da rua. Para transitar de um lado pra o outro, os moradores tem que se equilibrar em pequenas pedras para não cair na sujeira. Com o avanço, os moradores que residem na ladeira começam a se preocupar . Eles temem que a erosão atinja as bases de suas casas também.

Há 66 áreas de risco na Zona Leste

O Plano de Combate a Erosões da Secretaria de Estado de Infraestrutura do Amazonas (Seinfra) identificou 66 áreas de risco nas zonas Norte e Leste de Manaus, entre eles nos bairros Nova Vitória, Grande Vitória e Mauazinho. De acordo com o grau de perigo os moradores dessas áreas receberão intervenção imediata. O Governo do Estado já colocou em licitação o projeto de recuperação das áreas afetadas, mas ainda não pode estimular prazos de implantação.

Já a Secretaria Municipal de Infra-estrutura (Seminf) explicou que as obras na rua Londres estão previstas no planejamento anual do órgão, mas a secretaria precisa aguardar o início do exercício financeiro de 2012 para iniciar o que está previsto no planejamento. As obras na rua Londres devem ser iniciadas ainda este semestre, após os inícios das obras de contenção. Em média, os trabalhos levam 120 dias para ser concluídos. A Seminf informa ainda que irá comunicar aos moradores a data do início das obras.