Publicidade
Manaus
Criança vítima de eletrocução na Zona Leste de Manaus pode ser transferida para outro Estado

Criança eletrocutada na Zona Leste de Manaus pode ser transferida para outro Estado

Família aguarda liberação de laudo para que a empresa Amazonas Energia possa auxiliar no tratamento da garota e também prestar suposrte logístico 24/09/2012 às 18:16
Show 1
Menina segue internada no Pronto Socorro da Criança, na Cachoeirinha, recebendo tratamento médico
acritica.com Manaus

A garota de oitos anos que teve 45% do corpo queimado, na última quinta-feira (20), após pisar em uma poça de água que estava em contato com um fio de alta tensão, no bairro Nova Floresta, Zona Leste de Manaus, deverá ser transferida para Goiânia (GO), para a realização de tratamento. As informações são da irmã da criança, Elisabeth Duarte, 20.

De acordo com ela, uma assistente social da empresa Amazonas Energia, esteve nesta segunda-feira (24), pela manhã na casa da família, e comentou a possibilidade da criança ser transferida para outra cidade, para a realização de tratamento.

Entretanto, observa Elisabeth, a falta do laudo – previsto para ser emitido pela perícia na próxima quinta-feira (27) -, pode atrasar o processo.

“Enquanto não tivermos o laudo, a assistente social informou que a empresa não pode ajudar em nada”, desabafa Elisabeth chamando a atenção para o fato de que a família está com dificuldades para acompanhar a garota, que está internada no Pronto Socorro da Criança (PSC), da Zona Sul, no bairro Cachoeirinha.

Ainda segundo ela, a transferência da menina para Goiânia também foi cogitada pela equipe médica que a acompanha, no PSC da Zona Sul.

Enquanto o laudo não é emitido, a criança, salienta a irmã corre o risco de ter dois dedos dos pés amputados, conforme informações repassadas à família pelos médicos.  

Nesta segunda-feira, a menina seria submetida a uma nova fase de assepsia (raspagem) das queimaduras, no centro cirúrgico da unidade de saúde.