Publicidade
Manaus
Manaus

Criança vê pai e mãe serem assassinados na Zona Norte de Manaus

A criança de apenas três anos viu cinco homens ainda não identificados executarem o pai e a mãe, que estava grávida de sete meses 21/05/2012 às 18:59
Show 1
Criança presenciou o crime que aconteceu dentro da própria casa
Catiane Moura Manaus

Uma criança de três anos de idade presenciou o assassinato da própria família dentro de sua residência, no Beco Itapimirim, localizado no Terra Nova 2, Zona Norte de Manaus. O crime considerado uma chacina foi praticado por cinco homens ainda não identificados pela polícia. Com armas de grosso calibre eles executaram a dona de casa Jucenilda da Silva Santos, 36, grávida de sete meses, seu esposo, Jovane Pintos dos Santos, 32, o “Macaquinho” e o sogro, Francisco Chagas Santos, 58, o “Chicão”. Conforme a polícia, as mortes possivelmente foram motivadas por um acerto de contas decorrente do tráfico de drogas.

A família foi morta por volta das 15h desta segunda-feira (21). Testemunhas disseram que os criminosos chegaram ao local em um veículo Polo de cor prata e placas não identificadas. Os mesmos teriam deixado o carro na via principal e seguido a pé até o Beco.

Uma testemunha informou que estava trabalhando próximo à casa das vítimas quando ouviu os gritos vindo da casa. A fonte revelou que o primeiro a ser executado foi Chicão. Ele estava sentado em uma cadeira de balanço na varanda da casa e foi morto com um tiro no pescoço. Jovane e a esposa estavam dentro da residência e ainda tentaram fugir, mas foram jogados em cima de uma cama e executados com vários disparos.

O filho do casal de três anos ainda teve uma arma apontada para sua cabeça, mas, assustado com os assassinos saiu correndo do local e teve a vida poupada pelos criminosos que fugiram as pressas do local.

A Polícia Civil ainda não detalhou o número de disparos feitos contra a família, mas de acordo com informações de moradores do Beco, aproximadamente dez tiros foram efetuados. Alguns projéteis de pistola 380 foram encontrados no local.

Equipes da Delegacia Especializada em Homicídios (DEHS), do Instituto de Criminalística (IC), do 26ª Delegacia de Polícia (DIP) e da Polícia Militar (PM), estiveram na residência. Os corpos foram removidos pelo Instituto Médico Legal (IML), por volta das 16h30.

Policiais civis encontraram dentro da casa das vitimas, 15 cabeças de pasta-base de cocaína que estavam enterradas no interior da casa. De acordo com informações do Major da Polícia Militar (PM), Darcelos Gomes, Macaquinho já vinha sendo investigado e procurado por policiais da Força Tática Norte. O mesmo já teria sofrido duas tentativas de homicídio há alguns meses, por envolvimento com o tráfico de drogas.