Publicidade
Manaus
Cotidiano, Polícia, Ronda nos Bairros,Violência Contra a Mulher, estupro, delegacia da mulher

Dados do 'Ronda nos Bairros' não se repetem em delegacia da Mulher, em Manaus

Números apresentados pelo programa Ronda nos Bairros, não conferem com as informações registradas pela referida especializada 02/05/2012 às 16:45
Show 1
Estatística apresentada pela Secretaria de Segurança Pública destaca a atuação do programa que atende a Zona Norte
Maria Derzi Manaus

O programa Ronda no Bairro apontou que entre os principais resultados positivos obtidos nesses três meses de atuação na Zona Norte de Manaus está a diminuição do número de estupros cometidos, fora de casa. O motivo seria que, com o programa, as mulheres estariam mais confiantes em denunciar esse tipo de violência sexual, devido a presença constante dos policiais na rua do seu bairro. Em março deste ano foram registrados, na Zona Norte, 12 casos de estupros não ocorridos no âmbito domiciliar.

“Mas, em abril, esses índices foram quase zero porque, com a presença da polícia no bairro, foi realizada uma ação de verificação de todas as ocorrências, investigação de todos os acusados denunciados pelas próprias mulheres, dos quais alguns já foram presos; verificamos os que eram reincidentes e identificamos possíveis autores desse crime. Isso coibiu mais a ação desses criminosos no âmbito dos bairros daquela zona da cidade”, disse o secretário-executivo do Ronda no Bairro, Amadeu Soares. Outro motivo apontado por ele para a diminuição nos casos de estupros é o monitoramento das “oportunidade” onde podem ocorrer esse tipo de cirme. “Nós monitoramos as festas, os bares, bailes. Isto é, todas as oportunidades onde esse crime pode ocorrer fora do âmbito domiciliar. Com isso, temos certeza que também no âmbito domiciliar, as mulheres vão se tornar mais seguras de denunciar os companheiros que cometem esse tipo de crime dentro de casa”, explicou o coordenador.

Amadeu Soares deu como exemplo um caso ocorrido no bairro Novo Israel. “Nós conseguimos prender um homem, um ex-presidiário que trabalhava numa obra de construção civil. Só ele estuprou quatro mulheres no mês passado”, afirmou o secretário. Mas, apesar desse histórico, ainda são tímidos os números de denúncia de estupros na Delegacia Especializada de Crimes contra a Mulher, que atende toda a cidade. “É porque as mulheres estão denunciando mais nos DIPs de onde elas moram. Elas não estão precisando sair da Zona Norte para o Parque 10 para denunciar. E o Ronda no Bairro, responsável pelo monitoramento territorial da área em que a vítima se encontra, está dando a resposta à resolução desses crimes, principalmente, o 18º DP que vem dando apresentando resultados positivos”, disse Amadeu.

Assassinatos em baixa no trimestre

No primeiro trimestre deste ano, a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP/AM) registrou redução de 20% no número de homicídios em Manaus. Os dados apontam que, de janeiro a março deste ano, foram registrados 226 casos contra 271 no trimestre anterior (outubro, novembro e dezembro). A maior redução ocorreu na Zona Norte de Manaus onde desde o dia 16 de fevereiro foi implantado o programa Ronda no Bairro. De acordo com dados do setor de estatística da SSP, no mês de março foram registrados 68 homicídios, 12% menor do que foi registrado no mesmo período de 2011, quando ocorreram 77 assassinatos.

 A maioria das vítimas era do sexo masculino, foi morta com arma de fogo, no período da noite. Neste feriado prolongado, a SSP registrou nove casos de homicídios, desde a noite de sexta-feira até à madrugada de segunda-feira. De acordo com o secretário de Segurança Pública, Paulo Roberto Vital, os órgãos do sistema de segurança estão se empenhando para reduzir a violência, principalmente os assassinatos. “Não podemos aceitar que pessoas continuem morrendo vítimas da violência. Apesar de termos tido uma pequena redução, temos muito trabalho ainda para fazer e precisamos de apoio de todos envolvidos no sistema de segurança e da população”, disse.

Vital ressalta que a implantação do programa Ronda no Bairro na Zona Norte e o reforço na estrutura das polícias estão contribuindo para redução dos índices de criminalidade. De acordo com o secretário-executivo adjunto do Ronda no Bairro, Amadeu Soares, o contato dos policiais com a população tem demonstrado maior satisfação com a segurança. “Diariamente, os nossos policiais estão fazendo visitas às comunidades, as escolas e em outros setores das comunidades. Estamos tendo um retorno muito positivo de todos eles”, disse. Ele ressalta que em março foram registrados oito homicídios na Zona Norte, contra 19 registrados no mesmo mês do ano passado, o que representa uma redução de 58%.