Publicidade
Manaus
Manaus

Delegado-geral adjunto do Amazonas detalha processo para a aquisição do ISO 9001

Em resposta aos questionamentos feitos por internautas do acritica.com sobre a busca da Polícia Civil pela certificação ISO 9001, Mário Aufiero disse que estão previstas melhorias como a contratação de novos servidores e investimentos em qualificação 19/08/2012 às 16:18
Show 1
Mário Aufiero diz que região, apesar de ruca, convive com muitos problemas
Ana Carolina Barbosa Manaus

Concurso público para o preenchimento de pelo menos duas mil vagas no primeiro semestre de 2012 e a injeção de R$ 30 mil em qualificação – incluindo cursos de gestão pública aos 47 delegados da capital – serão algumas das medidas adotadas pela Polícia Civil do Amazonas para alcançar a excelência no serviço prestado à população do Estado e assim garantir a certificação ISO 9001 (conjunto de normas que, quando cumpridas, garantem a eficiência e qualidade nos serviços de gestão) . Os primeiros resultados de mudanças efetuadas com este objetivo devem ser sentidos pela população daqui a 90 dias, informou o delegado-geral adjunto Mário Aufiero.

Os detalhes foram revelados por ele em resposta aos comentários feitos pelos internautas que acessaram o acrítica.com e questionaram a atuação da Polícia Civil em Manaus e a sua eficácia.

De acordo com Aufiero, no caso do concurso público, um dos motivadores é a exigência da Fifa (Federação Internacional de Futebol) de contratação de mais dois mil funcionários para a Polícia Civil para garantir a segurança da população e turistas durante os jogos da Copa do Mundo de 2014, que terão como uma das cidades-sede, Manaus.

Questionamentos

A maioria dos questionamentos feitos pelos internautas foi com relação à deficiência no atendimento prestado nos Distritos Integrados de Polícia (DIPs), a qual foi reconhecida pelo delegado-geral adjunto. De acordo com ele, embora o número de reclamações não seja alto, entre as principais delas está este quesito.

Sobre a ausência de delegados no horário de trabalho, deixando a cargo dos escrivães a responsabilidade pelas ocorrências, ele explicou que existe um trabalho de fiscalização voltado a isso e quem se sentir lesado por problemas relacionados às delegacias, pode formalizar uma reclamação pelos números 32142205, 32142207 e o disk denunciam 181. A partir daí, um processo administrativo será instaurado e as providências cabíveis adotadas, principalmente no caso de desvio de função, onde o delegado responsável pelo DIP poderá ser advertido.

Aufiero explicou que outra providência será a contratação de novos estagiários – estudantes de direito – para atuarem nos DIPs. “Em 60 dias estaremos colocando estagiários de direito capacitados para o atendimento nas delegacias. Estamos firmando convênio com a Seplan (Secretaria de Estado de Planejamento) para dar cursos aos gerentes de atendimento dos DIPs e dentro de 90 dias esperamos que a população já sinta os resultados das melhorias”, destacou.

Investimentos

Sobre a demora na resposta à sociedade quanto aos crimes que acabam não sendo solucionados, citada em comentários no acrítica.com, Mário Aufiero disse que a polícia vem desenvolvendo um bom trabalho e exemplificou com a elucidação de casos como as mortes de nove taxistas entre janeiro e julho na capital. De acordo com ele, a partir da investigação policial foi possível concluir que dois deles foram crimes passionais cujas autorias já foram descobertas; outros cinco os autores estão presos e dois já há suspeitos, mas a polícia busca novas provas para pedir a prisão dos mesmos.

Ele também destacou que, com a busca pela certificação ISSO 9001, serão necessários investimentos em outros setores da Polícia Civil, os quais o governo do Estado está disposto a fazer. “O principal investimento do governo do estado será para a reestruturação completa do Departamento de Policia Técnico - Científica, onde serão modernizados todos os equipamentos dos Institutos de Criminalística, de Identificação e Médico Legal (IML)”, declarou.