Publicidade
Manaus
Manaus

Democratas se estranham no interior do AM

Deputado estadual mantém campanha para eleger o sobrinho dele, Júnior Leite, prefeito de Maués 06/08/2012 às 10:21
Show 1
Os democratas do município têm candidato a vice na chapa do padre Carlos Goés (PT). Na terra do Guaraná, Sidney tem participado de caminhadas nas ruas, visitado o interior para pedir voto para o sobrinho e até aparece no cartaz de campanha do candidato do PDT
JONAS SANTOS ---

O deputado estadual Sidney Leite parece não se intimidar com as ameaças do presidente do seu partido, deputado federal Pauderney Avelino (DEM), e continua a fazer campanha abertamente para o seu sobrinho, o vereador Junior Leite (PDT), que disputa a Prefeitura de Maués.

Pauderney havia ameaçado pedir a cassação do mandato do deputado por infidelidade partidária. Os democratas do município têm candidato a vice na chapa do padre Carlos Goés (PT). Na terra do Guaraná, Sidney tem participado de caminhadas nas ruas, visitado o interior para pedir voto para o sobrinho e até aparece no cartaz de campanha do candidato do PDT. 

MÉTODOS DITATORIAIS

Sidney acusa Pauderney de usar métodos ditatoriais como líder da sigla partidária, e orquestrado a convenção municipal que o tirou do páreo para disputar a Prefeitura de Maués, nas eleições deste ano.

Na convenção municipal os filiados optaram pela escolha do nome do médico Carlos Augusto de Almeida, o doutor Gute. O doutor Gute é vice na chapa encabeçada pelo padre Carlos Goés, mas o deputado pede voto escancaradamente para o sobrinho Junior Leite (PDT), que disputa a Prefeitura pela coligação “Muda Maués”.