Publicidade
Manaus
Manaus

Dengue: Semsa realiza mobilização nas cinco Zonas de Manaus

A ação está sendo organizada pelo Setor de Educação em Saúde e Mobilização Social da Semsa em parceria com as secretarias estadual e municipal de Educação e a Secretaria de Estado da Saúde (Susam) 22/03/2013 às 09:44
Show 1
No dia último dia 11, a Prefeitura de Manaus também lançou uma intensa campanha de mídia para o combate à Dengue
acritica.com* Manaus

Com o tema ‘Somos todos parceiros na prevenção da dengue’, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realiza, na manhã desta sexta-feira (22), caminhada de sensibilização juntamente com os estudantes da rede pública de ensino nas cinco zonas da cidade (Norte, Sul, Leste, Oeste e Fluvial). A ação tem como objetivo mobilizar a população a praticar medidas simples de prevenção contra o mosquito Aedes aegypti. A abertura da mobilização será na Escola Estadual Tiradentes, na avenida Codajás, bairro de Petropólis.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, durante a mobilização os estudantes vão chamar a atenção da população para os perigos da doença com a distribuição de panfletos informativos de como se prevenir e evitar a proliferação de criadouros do mosquito causador da dengue. A ação está sendo organizada pelo Setor de Educação em Saúde e Mobilização Social da Semsa em parceria com as secretarias estadual e municipal de Educação e a Secretaria de Estado da Saúde (Susam), por meio da Fundação de Vigilância Sanitária (FVS) e apoio do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans).

A mobilização acontecerá simultaneamente nas escolas estaduais José Milton Bandeira (no bairro Monte Sinai, zona Norte); Maria Teixeira Goes (rua Dídia, s/nº- Zumbi, zona Leste); Tiradentes (av. Codajás-Petropólis, zona Sul); Centro de Educação de Tempo Integral Áurea Braga (av. Brasil- Compensa, zona Oeste) e Escola Municipal Agenor Ferreira (comunidade Nossa Senhora do Livramento, na área ribeirinha do rio Negro).

Segundo a chefe do Setor de Educação em Saúde, Keininlange Marques, a caminhada faz parte da estratégia de execução da Operação Impacto de Combate à Dengue para o controle e ações preventivas nas áreas com maior incidência da doença.

Casos notificados 

A Semsa já registrou, do dia 1º de janeiro até o dia 15 de março deste ano, 5.521 casos notificados de dengue no município de Manaus, sendo 846 confirmados por laboratório.

A Operação Impacto de Combate à Dengue 2013 é uma ação conjunta da Prefeitura de Manaus, por meio da Semsa, em parceria com os governos Federal e Estadual, para eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti e redução do número de casos da doença e de morte por dengue.

Além do trabalho realizado de casa em casa, estão sendo executadas ações de educação em saúde em escolas, unidades de saúde e empresas, mobilizando a comunidade para maior participação na vigilância e controle da infestação do mosquito.

Campanha

No dia último dia 11, a Prefeitura de Manaus também lançou uma intensa campanha de mídia para o combate à Dengue. Foram produzidos três mil cartazes, 90 mil panfletos, cinco mil adesivos, 20 outdoors, 220 cartazes para mobiliário urbano (paradas de ônibus), mil camisas, 100 faixas e campanha educativa para veiculação em jornal, televisão, rádio e carro de som, além de ônibus (Busdoor).

Com o tema ‘Dengue – vamos colocar um ponto final nessa história’, a campanha faz parte das ações da Operação Impacto 2013, iniciada em janeiro, e tem como objetivo alertar a população para a importância da atuação de cada um nas ações de combate à Dengue.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, a campanha de mídia tem como público alvo toda a população de Manaus e, especificamente, médicos e profissionais da construção civil. Os médicos da Atenção Primária em Saúde  receberam mil cartilhas com informações atualizadas sobre o tratamento do paciente com dengue e mil panfletos foram distribuídos para profissionais que trabalham em canteiros de obras de Manaus. Os profissionais de saúde também estão recebendo camisas para o trabalho de campo na busca e eliminação dos focos do mosquito.

“A campanha pretendeu atingir toda a população. Panfletos e cartazes foram distribuídos pelos profissionais de saúde nas comunidades e fixados em escolas, padarias, mercadinhos e outros estabelecimentos com grande circulação de pessoas. Porém, também reforçamos as orientações para os médicos com informações atualizadas sobre o tratamento do paciente com suspeita de dengue e para que as pessoa s que trabalham com a construção civil tenham informações sobre como evitar a proliferação de focos do mosquito Aedes aegypti no local de trabalho”, explica Evandro Melo.

*Com informações da assessoria