Publicidade
Manaus
Manaus

Depois de quase um mês interditada, praia da Ponta Negra é reaberta ao público

No dia 13 de setembro, a área foi interditada com período estipulado de 10 dias para receber aterro hidráulico e algumas intervenções 10/10/2012 às 14:30
Show 1
Após mortes de banhistas, local foi interditado para receber ajustes
acritica.com Manaus (AM)

Há praticamente um mês interditada para ajustes - a praia perene - parte do complexo da Ponta Negra foi reaberta na manhã desta quarta-feira (10). O Balneário fica localizado na Zona Oeste de Manaus. Após passar por processo de reestruturação e urbanização recebe grande número de banhistas.  

No dia 13 de setembro, a área foi interditada com período estipulado de 10 dias para receber aterro hidráulico (ajustes de ondulações na areia) e algumas intervenções.  

A reabertura do balneário estava prevista para o dia 23 de setembro, mas o prazo precisou ser prolongado por tempo indeterminado até a conclusão dos reparos.

De acordo com o Instituto Municipal de Ordem e Planejamento Urbano (Implurb), o balneário recebeu 1.500 metros cúbicos de areia.

Agora, o local vai dispor de uma balsa com botes salva vidas e a presença de equipes do Corpo de Bombeiros durante o dia e à noite a fim de evitar afogamentos no rio Negro.  

Ainda de acordo com o Implurb foram executadas as obras de reforma dos banheiros, a instalação de novos quiosques e de placas bilíngües para alertar banhistas, além da compra de equipamentos para as atividades das equipes de segurança no local, investimentos orçados em R$ 100 a R$ 150 mil.

Interdição
O local foi interditado pela Prefeitura Municipal de Manaus após uma reunião no Gabinete de Gestão Integrada (GGI). O objetivo da interdição, segundo o GGI, era melhorar as condições de segurança para os banhistas, conforme previsto no projeto inicial.

Banhistas
Desde sua reinauguração, a praia passou a receber um público que superou as expectativas, principalmente durante a noite, período no qual foi registrada a maioria das mortes por afogamento. Foram nove casos desde junho deste ano, quando a parte do complexo foi inaugurada.