Publicidade
Manaus
Manaus

Deputada Federal Rebecca Garcia é candidata à prefeitura de Manaus

A disputa pela Prefeitura de Manaus ganhou, ontem, a primeira pré-candidata. Em tom oficial, deputada confirmou nome 19/06/2012 às 08:43
Show 1
Deputada federal Rebecca Garcia declarou que o PP decidiu em confirmar o nome dela na disputa pela prefeitura
ROSIENE CARVALHO Manaus

A deputada federal Rebecca Garcia (PP) é a sétima candidata a confirmar que vai disputar a Prefeitura Municipal de Manaus (PMM) em 2012. Em 16 anos, é a terceira vez que o pleito na capital contará com o nome de uma mulher nas urnas.

A convenção do PP está marcada para os mesmos dia e local da convenção do PSD, do governador Omar Aziz. Será no sábado na Casa de Show Charriot, na avenida Max Teixeira, Zona Norte de Manaus.

Apesar disso, o senador Eduardo Braga (PMDB) afirmou, ontem, a A CRÍTICA que ainda pode contar com o apoio do PSD caso decida se lançar candidato nas eleições deste ano. A expectativa era que Braga anunciasse hoje a definição sobre a candidatura dele, mas a decisão foi adiada. Segundo o senador, ele depende de uma conversa com a presidente Dilma Rousseff que só deve ocorrer depois da ‘Rio+20’, que termina na sexta. Um dia antes da convenção do PSD e do PP.

Rebecca Garcia afirmou que a candidatura dela ao cargo majoritário está confirmada e independe do senador Eduardo Braga se lançar na disputa. Como também não está atrelada necessariamente ao apoio do governador Omar Aziz.

 

“Minha candidatura surgiu antes desse processo todo. Vem sendo trabalhada há um ano. É uma candidatura do Partido Progressista em nível nacional e nasceu desse movimento de lançar candidaturas em várias cidades do País. Temos pesquisas que apontam números positivos”, declarou a pré-candidata.

Questionada sobre a indefinição do apoio do PSD considerando que a convenção das legendas  está marcada para o mesmo dia, Rebecca afirmou: “Eu sinceramente não consigo explicar como isso vai se dar juridicamente”, disse.

O secretário-geral do PSD, Paulo Radin, disse que a legislação permite que a sigla de Omar se una ao PMDB, que só fará convenção no dia 30 de junho. Ele preferiu não comentar a candidatura de Rebecca. “Mas os nomes e as alianças só serão anunciadas pelo governador”, ponderou.

Braga disse que recebeu do governador a garantia que o PSD não irá confirmar apoio a nenhum candidato majoritário no dia da convenção da sigla. “Apenas é necessário que a convenção do PSD remeta a decisão à Executiva do partido e faça um indicativo de coligação”, explicou Braga, acrescentando: “Nada impede (a coligação entre PSD e PMDB). O próprio governador disse para mim que, se for o caso, não tem problema em adiar a decisão”.

Os demais pré-candidatos são Artur Neto (PSDB), Hissa Abraão (PPS), Serafim Corrêa (PSB), Pauderney Avelino (DEM), Jerônimo Maranhão (PMN) e Herbert Amazonas (PSTU).

Nos bastidores, se comenta que a “ameaça” de candidatura de Braga também pode ser um jogo de cena para que pré-candidatos, como Rebecca, recuem, para que no final do prazo ele possa lançar um candidato do PMDB. O predileto dele continua sendo o deputado estadual Marcos Rotta (PMDB).

Rebecca Garcia é economista e está no segundo mandato como deputada federal. É vice-líder do Governo na Câmara, cargo historicamente ocupado por homens.