Publicidade
Manaus
Manaus

Deputados da ALE-AM defendem formação de CPI para apurar 'apagões' em Manaus

O propondo a formação da CPI, o deputado Marcelo Ramos (PSB), afirmou em seu pronunciamento, que objetivo não é crucificar a Eletrobras Amazonas Energia, mas obter respostas coerentes e que sejam encontradas saídas para resolver o problema, que já trouxe perdas incalculáveis ao Estado 20/03/2012 às 12:47
Show 1
A deputada estadual Conceição Sampaio (PP) declarou apoio à iniciativa, mas, segundo a parlamentar também se faz necessário o envolvimento da bancada do Amazonas no Senado Federal
Acritica.com Manaus

A formação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para investigar a fundo as causas de ‘apagões’ de energia em Manaus, foi sugerida na manha desta terça-feira (20), na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM).

O propondo a formação da CPI, o deputado Marcelo Ramos (PSB), afirmou em seu pronunciamento, que objetivo não é crucificar a Eletrobras Amazonas Energia, mas obter respostas coerentes e que sejam encontradas saídas para resolver o problema, que já trouxe perdas incalculáveis ao Estado.

“Como está não pode ficar”, disse o deputado, ressaltando que a questão enérgica precisa ser resolvida e que empresa precisa falar a verdade. “Em um momento, diz que o problema foi a queda de um cabo, depois, foi de que a demanda está muito alta”, disse, lembrado as mais recentes interrupções de energia na cidade, como as ocorridas no último domingo (18), e segunda (19).


A ideia foi bem aceita pelos demais parlamentares, que também aproveitaram a Tribuna da Casa para expressar suas opiniões contra a forma com a que a concessionária de energia do Estado, Amazonas Energia, vem conduzindo os esclarecimentos sobre os apagões.

A deputada estadual Conceição Sampaio (PP) declarou apoio à iniciativa, mas, segundo a parlamentar também se faz necessário o envolvimento da bancada do Amazonas no Senado Federal.

Já o presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da ALE-AM, deputado Marcos Rotta (PSD), prometeu acionar ao Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor (Procon/AM), para que haja a aplicação de nova multa à prestadora de serviço.

O parlamentar também informou que a Comissão vai à Procuradoria do Estado e ao Ministério Público Federal (MPF) para abertura de procedimento investigativo contra a empresa.

A Comissão também vai se reportar ao diretor geral da Agencia Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Rubner para que, da mesma forma, discuta a punição para o órgão em questão.