Publicidade
Manaus
Manaus

Deputados da ALE-AM economizaram R$ 30.696,89 do 'Cotão' em maio

A lista dos deputados que mais consumiram a verba mudou um pouco de um mês para o outro. Em abril, o presidente da ALE-AM, deputado Ricardo Nicolau (PSD), foi o quem mais gastou, com R$ 35.970,00. Já em maio quem liderou a lista foi seu colega de partido, deputado Josué Neto, com R$ 33.900,00, uma diferença de R$ 2.070,00 entre as despesas dos parlamentares, já que em maio Nicolau gastou R$ 19.900,00 13/07/2012 às 12:58
Show 1
Deputado Josué Neto (PSD) liderou a lista de gastos, consumindo R$ 33.900,00 do benefício
JOELMA MUNIZ Manaus

Os deputados da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) conseguiram reduzir de R$ 521.862,48 para R$ 491.165,59 os gastos relativos à Verba Indenizatória (Ceap), mais conhecida como ‘Cotão’. A comparação feita com base nos dados disponibilizados pelo Portal da Transparência, mantido pelo site da casa, entre os meses de abril e maio deste ano, mostram uma economia de R$ 30.696,89.

A lista dos deputados que mais consumiram a verba mudou um pouco de um mês para o outro. Em abril, o presidente da ALE-AM, deputado Ricardo Nicolau (PSD), foi o quem mais gastou, com R$ 35.970,00. Já em maio quem liderou a lista foi seu colega de partido, deputado Josué Neto, com R$ 33.900,00, uma diferença de R$ 2.070,00 entre as despesas dos parlamentares, já que em maio Nicolau gastou R$ 19.900,00.

O deputado Belarmino Lins (PMDB), que em abril fez uso de R$ 21.220,00, em maio gastou R$ 27.340,00, tirando o posto do também peemedebista Vicente Lopes, que na ocasião usou R$ 29.075,21, em abril o parlamentar diminuiu os gastos utilizando R$ 22.517,82, R$ 7.557,39 a menos.

Os gastos seguem com as despesas da deputada Vera Lúcia Castelo Branco (PTB), R$ 25.084,30, deputados Chico Preto (PSD), R$ 24.542,94, Artur Bisneto (PSDB), R$ 24.300,00, David Almeida (PSD), R$ 23.174,00, Sidney Leite (DEM), R$ 23.002,00, Adjuto Afonso (PP), R$ 22.790,00, Wanderley Dallas (PMDB), R$ 22.697,00, Tony Medeiros (PSL), R$ 22.647,22, Orlando Cidade (PTN), R$ 22.530,00, Vicente Lopes (já citado na matéria), Cabo Maciel (PR), R$ 22.440,00, Francisco Souza (PSC), R$ 21.780,43, José Lobo (PCdoB), R$ 20.438,00 (na época ocupando a vaga de Wilson Lisboa), Marcelo Ramos (PSB), R$ 19.719,59, Ricardo Nicolau (PSD) (já citado na matéria), Luiz Castro (PPS), R$ 17.943,16, Marcos Rotta (PMDB), R$ 16.690,68, José Ricardo (PT), R$ 16.366,31, Conceição Sampaio (PP), R$ 15.717,00, Abdala Fraxe (PTN), R$ 13.325,60 e Sinésio Campos (PT) deputado que menos apresentou gastos subsidiados pelo Cotão. O petista usou apenas R$ 12.038,00.

O dinheiro continua sendo direcionado para a aquisição de itens como passagens aéreas, combustível, contratação de consultoria jurídica/gestão, materiais de expediente, informativo, publicação em jornais entre outros.