Publicidade
Manaus
Manaus

Detentos fazem princípio de tumulto em unidade na Zona Leste de Manaus

De acordo com o secretário executivo adjunto da Secretaria de Estado de Justiça do Amazonas (Sejus-AM), coronel Bernardo da Encarnação, os internos se recusaram a sair das celas e exigiam que os recém-presos fossem levados para as celas 02/12/2012 às 15:38
Show 1
Presos fizeram princípio de tumulto na UPP
Thiago Gonçalves Manaus (AM)

Detentos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) na Zona Leste de Manaus promoveram um princípio de tumulto na manhã deste domingo (2/12) por volta das 8h30. Eles estavam exigindo que oito novos presos, integrantes de uma quadrilha, fossem postos diretamente nas celas. Os novos presos são mantidos, logo quando chegam ao local, no pavilhão de triagem.

De acordo com o secretário executivo adjunto da Secretaria de Estado de Justiça do Amazonas (Sejus-AM), coronel Bernardo da Encarnação, os internos se recusaram a sair das celas e exigiam que os recém-presos fossem levados para os pavilhões. O secretário explicou que os novos detentos são mantidos em um pavilhão de triagem onde é realizado um procedimento interno, primeiramente.

“A quadrilha presa chegou a UPP na sexta-feira [30/11] e nós estamos realizando os procedimentos de triagem antes de fazermos a distribuição dos presos aos demais pavilhões”, disse. “É uma regra do presídio. Eles devem ser colocados juntos aos demais na segunda-feira [3/12]”, acrescentou.

Encarnação afirmou que para preservar a integridade física dos familiares dos internos as visitas foram suspensas nas primeiras horas da manhã deste domingo. “A visitação foi normalizada após o controle da situação na unidade prisional”.

Segundo a Sejus, a Unidade Prisional do Puraquequara tem 921 presos. Policias militares reforçam a segurança no presídio. Ainda segundo a secretaria a avaliação envolve os serviços social, jurídico, psicológico e médico. A triagem chega a durar até 10 dias.