Publicidade
Manaus
Manaus

Dez mortes são registradas em Manaus em menos de 24 horas

Cinco mortes foram registradas como crimes de homicídios com o emprego de arma de fogo, além de três mortes decorrentes de acidentes de trânsito, um suicídio e mais uma morte a esclarecer, com indícios de overdose 25/03/2013 às 09:30
Show 1
Todos os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML), localizado na Zona Norte de Manaus
acritica.com Manaus, AM

Em menos de 24 horas, o Instituto Médico Legal (IML) registrou 10 mortes, começando na manhã de domingo (24) até a manhã desta segunda-feira (25). Sendo que destas mortes, cinco foram registradas como crimes de homicídios com o emprego de arma de fogo, além de três mortes decorrentes de acidentes de trânsito, um suicídio e uma morte a esclarecer, mas há indícios de overdose.

O primeiro homicídio foi registrado na tarde de domingo, por volta das 15h28, na rua Herivelto Martins, no bairro Tancredo Neves, Zona Leste de Manaus. A vítima foi John Everton Carvalho de Melo, de 23 anos, conhecido como ‘Alemão’, e segundo o laudo da necropsia, a causa da morte foi um choque hemorrágico agudo, lesão arterial poplítea e lesão por perfuração contundente oriundas de tiros.

John ainda chegou a ser socorrido no Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, mas morreu logo após dar entrada na unidade médica.

Liberato Silva do Carmo, de 26 anos, morreu também vítima de tiros na rua Manoel Martins, no bairro Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste. O laudo registra morte por anemia hemorrágica decorrente dos tiros. Ele foi socorrido até o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do bairro, mas deu entrada sem vida.

Wosvaldo dos Santos Cleto, que não teve a idade informada pela polícia, foi atingido por três disparos, sendo um na cabeça, um no tórax e outro na perna esquerda na rua Ibicaré, próximo ao Campo do Idam, bairro Cidade Nova, Zona Norte. A vítima morreu no local.

A quarta vítima ainda não foi identificada, mas trata-se de um homem de estatura baixa, cerca de 1.60m de altura, cor parda, magro, cabelos cacheados e vestia uma saia preta. O corpo foi encontrado no ramal da Anaconda, Comunidade Cristo Rei, bairro do Tarumã, Zona Oeste da cidade.

Segundo os policiais que estiveram no local, a vítima possivelmente era homossexual e estava com as unhas pintadas. O corpo estava jogado à margem do rio que corta a comunidade e o laudo da necropsia identifica que o homem sofreu um traumatismo craniano leve e aponta características de afogamento.

A último registro no IML foi a morte de Jhaymison Prazeres Brandão, de 24 anos, em sua residência localizada na rua Jundiaí, próximo a Igreja Católica do bairro Nova Vitória. Ele foi atingido por dois tiros nas costas, disparados por um homem até o momento desconhecido por volta das 22h30, a vítima foi socorrida para o Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, mas veio a falecer por volta das 0h10 desta segunda-feira. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) vai investigar todos os casos.