Publicidade
Manaus
Assalto Amazonino Mendes

Duas mulheres são amordaçadas e amarradas durante assalto na Zona Leste de Manaus

Suspeito preso por policiais militares seria vizinho das vítimas e aproveitou que uma delas saiu da casa para rendê-la. 29/02/2012 às 14:21
Show 1
Mulheres viveram momentos de terror dentro da própria casa
Cassandra Castro Manaus

Duas mulheres foram mantidas reféns dentro de uma casa localizada na rua 44-A , bairro Amazonino Mendes, Zona Leste de Manaus. Suzana Ferreira de Lima, 35, e Vanda Pereira da Silva, 36 viveram momentos de tensão até a chegada da polícia. 

De acordo com informações da Polícia Militar, Emerson Natal dos Santos, 19, entrou na casa das mulheres entre 20h e 20h30 dessa terça-feira(28). Ele estava com uma faca e ameaçou as vítimas.  Vizinhos que ouviram gritos de socorro acionaram a polícia militar por volta das 22h30. Uma viatura do Ronda no Bairro foi verificar a denúncia e encontrou a casa com as luzes apagadas e toda fechada.

Segundo o capitão Márcio Leite, os policiais tentaram falar com os moradores da casa , inclusive batendo nas portas e janelas. Como ninguém respondia, os policiais anunciaram que iriam arrombar a porta e entrar.  Foi quando uma das vítimas respondeu chorando dizendo que estava tudo bem e que não havia ninguém na casa além dela. Os policiais então pediram para que ela abrisse a porta o que não foi feito. Depois de uma segunda insistência dos PM’s, o suspeito começou a gritar dizendo que se a polícia entrasse na casa, ele mataria as duas mulheres.

Começou então uma negociação que durou cerca de 30 minutos. Os policiais cercaram a casa e garantiram ao suspeito que se ele se entregasse , a  identidade física dele seria preservada.  O suspeito aceitou a proposta e se entregou  por volta das 23h.

Ainda de acordo com o capitão da PM, quando os policiais entraram na casa encontraram as duas mulheres amarradas pelas mãos e pés e com panos em suas bocas no canto da sala da residência.

Segundo relato das mulheres, elas passaram cerca de uma hora nas mãos do suspeito que dizia a todo instante que elas ficassem caladas senão morreriam.  De acordo com a polícia, o suspeito já responde por outro crime de roubo a mão armada. Ele foi levado ao 6º Distrito Integrado de Polícia e flagranteado por roubo qualificado mediante seqüestro.