Publicidade
Manaus
Manaus

Dupla tenta aplicar o 'golpe da casa própria' e acaba presa, na Zona Centro-Sul de Manaus

Conforme a polícia, os suspeitos davam entrada no contrato de compra e venda de um imóvel residencial de forma ilegal. Eles foram presos em flagrante e autuados pelos crimes de estelionato e falsificação de documentos 12/07/2012 às 14:08
Show 1
O caso foi registardo no 1º DIP, no bairro Praça 14, Zona Sul de Manaus
Thiago Gonçalves Manaus (AM)
<!-- /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:10.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:"Times New Roman"; mso-bidi-theme-font:minor-bidi; mso-fareast-language:EN-US;}-->

A polícia de Manaus apresentou na manhã desta quinta-feira (12) dois homens suspeitos de tentarem aplicar o 'golpe da casa própria'. Eles foram presos em flagrante com documentação falsa, no Cartório Rabelo, localizado na Avenida Djalma Batista, bairro Chapada, Zona Centro-Sulde Manaus.

Conforme o delegado de polícia Jorge Pontes, os suspeitos Ademildo Vieira dos Santos, 26, e Etenildo Gonçalves Pereira, 45, davam entrada no contrato de compra e venda de um imóvel residencial, quando oatendente do cartório, que não teve o nome revelado, desconfiou da ação doscriminosos e, sem que eles percebessem, acionou a polícia.

“Estavam tentando fazer o procedimento de umcontrato de compra e venda e foi verificado que o selo eletrônico do documentoera aparentemente falsificado. Eles queriam vender um imóvel que não eradeles”, afirmou Pontes.

Os policiais encontram documentos deidentificação pessoal falsos em poder dos suspeitos. “Além da falsificação docontrato, a dupla também estava com identidade falsa”, disse o delegado.

A residência que seria vendida de forma ilegal foi avaliada em R$ 9 mil e fica localizada no bairro Santa Etelvina, Zona Nortede Manaus. A vítima que compraria o imóvel ainda não foi localizada pela polícia.

Os suspeitos foram autuados pelos crimes de estelionato e falsificação de documento público, e uso de documento falso. Eles serão encaminhados para a cadeia pública Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus.

Falsificação

O suspeito Etenildo Gonçalves Pereira se apresentou no cartório comocorretor de imóveis e o Ademildo Vieira dos Santos se identificou como Evilázioda Silva Mendonça.

O caso foi registrado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), localizado no bairro Praça 14 de Janeiro, na Zona Sul.