Publicidade
Manaus
Manaus

Durante passeio, sul-coreano mergulha no Encontro das Águas e é atingido por hélice de barco

O asiático estava na companhia de mais quatro pessoas, que participavam do passeio e também tinham mergulhado na água. O acidente ocorreu quando o condutor da embarcação deu partida no motor, atingindo as pernas do turista. Ele segue internado 17/01/2016 às 17:38
Show 1
O turista está internado no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, onde pessoas que o acompanhavam no passeio aguardam notícias sobre seu estado de saúde
silane souza e isabelle valois Manaus (AM)

Um turista sul-coreano de 19 anos, identificado como Jinhyun Yoo, se envolveu em um acidente na manhã deste domingo (17) nas proximidades do Encontro das Águas, durante um passeio pelos rios Negro e Solimões, no Amazonas. De acordo com a Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental do 9º Comando do Distrito Naval da Marinha do Brasil, o turista tinha mergulhado nas águas no momento do acidente.

O asiático estava na companhia de mais quatro pessoas, que participavam do passeio e também tinham mergulhado na água. O acidente ocorreu quando o condutor da embarcação deu partida no motor. Conforme testemunhas, a hélice do motor de popa atingiu as pernas do turista de forma violenta.
 
Ele foi socorrido e colocado na embarcação de volta, que o encaminhou ao porto mais próximo do local do acidente. Em terra, foi acionado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que conduziu a vítima para o Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio, na Zona Leste de Manaus, onde deu entrada às 11h e foi encaminhado imediatamente ao centro cirúrgico.
 
No hospital, os acompanhantes do sul-coreano não quiseram dar mais informações à reportagem de A CRÍTICA. Os profissionais de saúde do local seguiram a orientação dos turistas e até a publicação desta matéria não tinham revelado mais detalhes do caso, apesar de que os ferimentos aparentam ser graves. A Polícia Militar orientou os turistas a registrarem um Boletim de Ocorrência (B.o.) em uma delegacia da capital.

A Marinha do Brasil informou por meio de comunicado enviado à imprensa que foi instaurado um inquérito administrativo para investigar as causas e responsabilidades do incidente.

Pilotos do 'Caso Metcalf' foram condenados 

Este não é o primeiro caso de turistas que se acidentam às margens de Manaus. Num dos casos recentes mais emblemáticos, os pilotos das duas lanchas envolvidas no acidente que resultou na morte da turista inglesa Gillian Metcalf, de 50 anos, em setembro de 2013 no rio Negro - enquanto passeava com seu marido e filhas -, foram considerados culpados

A sentença foi publicada no dia 11 de setembro do ano passado no site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM). A condenação para Raimundo Nonato Lima, da embarcação “Dona Shirley”, e Mailson Gomes, da “Clícia VI”, é de 2 anos e oito meses de prestação de serviços comunitários. 

O acidente ocorreu quando a lancha em que Gillian e a sua família estavam parou para abastecer em um “pontão” (posto de combustível flutuante). A outra embarcação se aproximou em alta velocidade e colidiu com a primeira.