Publicidade
Manaus
Manaus

Eleições presidenciais: Dilma vence no 1º turno, diz pesquisa

A pesquisa realizada pela Datafolha nos dias 20 e 21 de março, ouviu 2.653 pessoas. A sondagem aponta Marina Silva com 16% das intenções de voto, Aécio com 10% e Eduardo Campos com 6% 23/03/2013 às 08:44
Show 1
Dilma cresceu 4% em relação à pesquisa anterior, enquanto Marina e Aécio perderam ponto dentro da margem de erro
acritica.com ---

Se a eleição para presidente da República fosse hoje, a presidente Dilma Rousseff (PT) seria reeleita no primeiro turno. É o que mostra pesquisa do Datafolha divulgada no site do UOL. Em segundo lugar, aparece a ex-senadora Marina Silva (que está coletando assinaturas para fundar novo partido), com 16% das intenções de voto para a eleição que acontecerá em outubro de 2014. Em seguida vem o senador tucano Aécio Neves (PSDB-MG), com 10%. O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB) está com 6% das intenções de voto. De acordo com a pesquisa, 6% votariam nulo ou em branco e 3% disseram não saber em que votar.

A pesquisa, realizada nos dias 20 e 21 de março, ouviu 2.653 pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. De acordo com a pesquisa anterior, realizada em dezembro do ano passado, apenas Dilma e Campos melhoraram a posição. Dilma tinha 54% e agora tem 58%. Já Eduardo Campos tinha 4% e agora tem 6%. Marina e Aécio caíram, mas dentro da margem de erro. Marina tinha 18% e agora tem 16%, enquanto que Aécio tinha 12% e agora tem 10%.

A pesquisa surge num momento em que as pré-candidaturas começam a ser postas na mesa e com articulações de todos os lados se movimentando em busca de apoios, para viabilizar candidaturas. A principal movimentação da semana é a do governador pernambucano, que tenta emplacar a candidatura. Ele esteve reunido na semana passada com o ex-governador paulista José Serra (PSDB), na tentativa de formar palanque em São Paulo. Serra disse que a candidatura de Campos será boa para o País, o que irritou o senador Aécio Neves, virtual candidato do PSDB a presidente. Ainda na semana passada, Aécio visitou Serra, com o objetivo de aparar arestas.

Serra está irritado com o fato de Aécio querer ser também o presidente nacional do PSDB, além de candidato a presidente da República. Ele quer um serrista na chapa encabeçada por Aécio. Esse nome pode ser o do ex-governador Alberto Goldmann. Aécio ofereceu a Serra também a presidência do Instituto Teotônio Vilela, mas o ex-governador não quis. Por isso, a conversa de Serra com Eduardo Campos irritou ainda mais Aécio, que na segunda-feira estará em São Paulo para um seminário do PSDB estadual que deverá lançar sua candidatura a presidente. Serra não vai ao evento, alegando viagem para os Estados Unidos.