Publicidade
Manaus
Manaus

Eletricitários paralisam atividades por tempo indeterminado em Manaus

A principal reivindicação da categoria é o reajuste salarial. Conforme o sindicato dos trabalhadores, não houve nenhum acordo com a companhia de energia elétrica 16/07/2012 às 13:19
Show 1
A paralisação poderá prejudicar a operação das atividades em Manaus
Thiago Gonçalves Manaus (AM)

Cerca de 800 eletricitários que atuam em Manaus paralisam, por tempo indeterminado, as suas atividades. O ato começou na manhã desta segunda-feira (16). De acordo com o Sindicato dos Urbanitários, no qual os trabalhadores em questão são associados, aproximadamente, 2.216 servidores atuam no Estado prestando serviços para a empresa Eletrobras Amazonas Energia.  A paralisação em 40%, adere ao movimento nacional.

A principal reivindicação da categoria é o reajuste salarial. Os funcionários também reivindicam melhorias no Plano de Carreira e Remuneração. Conforme o presidente do sindicato, José Alberto de Lima Borges, não houve nenhum acordo com a companhia de energia elétrica. “A empresa não apresentou nenhuma resposta sobre as propostas que apresentamos e decidimos paralisar as atividades em Manaus”, disse.

Borges informou que na próxima quarta-feira (18) será feito um planejamento para estudar a paralisação dos trabalhos em municípios da Região Metropolitana de Manaus. "Nós estamos paralisando de acordo com o que prevê a lei. Mas acreditamos que mesmo assim o setor será prejudicado, infelizmente", declarou.

Os trabalhadores fizeram a primeira paralisação, nos dias 4, 5 e 6 de julho (72 horas), após discussões com a empresa, que garantiu que a greve dos eletricitários não afetaria o fornecimento de energia elétrica.

A reportagem do acritica.com entrou em contato com a Eletrobras Amazonas Energia para novos esclarecimentos. A empresa vai enviar uma nota de posicionamento, após levantamento das informações.