Publicidade
Manaus
Manaus

Em cinco anos, Manaus registrou 2.753 casos de AIDS

A fim de debater sobre prevenção e saúde nas escolas, fortalecendo o combate DSTs e Aids, acontece, no período de 1 a 3 de agosto, “GT Unaids no Alto Solimões”, em Tabatinga (AM) 14/08/2012 às 16:34
Show 1
Teste rápido para controle de HIV
Camila Pereira Manaus

O município de Manaus (AM) registrou 2.753 casos de AIDs, no período de 2007 a 2011. E só até abril deste ano foram registrados 97 casos, em número maior durante o mês de janeiro, com 42 casos. Estes são dados do Sistema de Informação de Agravos e Notificações (Sinan), do Ministério da Saúde.

Do total de 2.753 registros, 2.694 foram de adultos e 59 de crianças. A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS – em inglês) transmitida pelo contato sexual, transfusão de sangue, reutilização de seringas e agulhas, bem como instrumentos cortantes. Mesmo com a possibilidade de tratamento, não há cura definitiva para a Aids.

Um relatório divulgado neste mês de julho pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) indica que 34,2 milhões de pessoas vivem com HIV no mundo, sendo 30,7 milhões de adultos, 16,7 milhões de mulheres e 3,4 milhões de menores de 15 anos.

Os últimos números do mais recente Boletim Epidemiológico publicado pelo Ministério da Saúde apontam para um aumento dos casos de contaminação pelo HIV. Na contramão do aumento de casos, na capital amazonense foram registrados 498 casos de Aids em 2011, com uma expressiva queda de 23%, comparado ao ano de 2010, quando se registrava 651 ocorrências da doença.

A fim de debater sobre prevenção e saúde nas escolas, fortalecendo o combate DSTs e Aids, acontece, no período de 1 a 3 de agosto, “GT Unaids no Alto Solimões”, em Tabatinga (AM).

Durante a nova missão, o grupo espera consolidar a parceria com os municípios e fortalecer o plano de ação de combate à Aids e DSTs na região da tríplice fronteira (Brasil, Peru e Colômbia), uma área considerada altamente vulnerável pelo Ministério da Saúde no que diz respeito ao controle da Aids e outras DSTs.

Testes rápidos
Desde 2008, por meio do Programa para Prevenção e Combate à Aids (Amazonaids), testes rápidos de sífilis e HIV vêm sendo realizados, gratuitamente, nas Unidades Básicas de Saúde das áreas de abrangência do programa, além de cursos para profissionais da saúde e do serviço social nos municípios do Alto Solimões.

A atenção às populações indígenas foi priorizada no programa, com a realização de testes rápidos para diagnóstico de sífilis e HIV em comunidades aldeadas do Alto Solimões e do Vale do Javari. Cursos de capacitação de agentes indígenas de saúde e oficinas de sensibilização nas aldeias, mobilizações de adolescentes indígenas nas áreas de saúde, cidadania e prevenção de DST e HIV complementam as intervenções junto a essas populações.

AMAZONAIDS
Lançado em 2008, o Amazonaids (Plano Integrado da ONU em Apoio à Resposta à Aids nos Estados do Amazonas e na Bahia) é uma iniciativa da Unaids, agência da ONU, em parceria com os governos Federal, Estadual, Municipal, sociedade civil e outros parceiros estratégicos. O plano busca alinhar ações com o uso de recursos técnicos e financeiros com vistas ao enfrentamento da Aids nos dois Estados.