Publicidade
Manaus
Manaus

Em Manaus candidatos apostam no eleitorado online

Em evento promovido por tuiteiros, postulantes à prefeitura mostraram que já estão prontos para a campanha nas redes 09/07/2012 às 07:32
Show 1
Candidatos discutiram com twiteiros o uso da Internet e aproveitaram para defender suas propostas de gestão participativa por meio das redes sociais
AUGUSTO COSTA Manaus

Com a febre das redes sociais tomando conta do planeta, a campanha eleitoral deste ano promete ser a mais “digital” já vista. Cientes dessa realidade, os candidatos já estão correndo para incrementar sua atuação junto ao eleitorado online. No último sábado (7), três prefeituráveis marcaram presença no 4º Encontro dos Twitteiros Culturais (ETC), evento realizado no Centro de Convenções do Manaus Plaza Shopping, e ressaltaram a importância da Internet, especialmente das mídias sociais, como canal de comunicação.

Artur Neto (PSDB), Pauderney Avelino (DEM) e Serafim Corrêa (PSB) estiveram no evento; Vanessa Grazziotin (PCdoB) e Henrique Oliveira também foram convidados pela organização, mas estavam em compromissos inadiáveis, segundo as assessorias.

O analista político Afrânio Soares afirma que o poder das redes sociais, principalmente do Facebook, terá relevância fundamental nestas eleições, seja como arma de defesa imediata contra eventuais ataques, seja como plataforma de divulgação de propostas.


Quem já tem prática de interação nas redes conta com uma poderosa ferramenta de mobilização. Artur Neto, por exemplo, tem 121,9 mil seguidores no Twitter. Serafim Corrêa, entre assinantes do Blog do Sarafa e amigos no Facebook, interage com 11 mil pessoas. 

 Serafim Corrêa, aliás, conhece bem o poder das mídias sociais. Ele  conta que se aproximou dos meios digitais pela necessidade de se defender das acusações do atual prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (PDT). “Depois do meu mandato de prefeito em 2008, o atual prefeito havia divulgado na mídia que eu tinha quebrado a Prefeitura. Procurei os meios de comunicação que não me deram o mesmo espaço para defesa. Orientado por um amigo, deixei o analfabetismo digital e criei o Blog do Sarafa, que atualmente tem mais de 2.500 acessos por semana, para rebater as acusações. Depois, veio a onda do Twitter e hoje tenho mais de 4 mil seguidores, além do Facebook, com 5 mil amigos”, conta o candidato.

Já o democrata Pauderney Avelino confirmou que há muito tempo já usa as redes sociais. Mas que, nos últimos seis meses, privou-se de utilizá-las para evitar transtornos com as leis eleitorais. A partir de agora, com a campanha iniciada, já está retomando as ferramentas com força total.

Propostas

Os candidatos presentes no encontro aproveitaram a oportunidade para apresentar propostas relativas ao uso da Internet em suas eventuais gestões à frente da prefeitura. Artur Neto afirmou que, se eleito, as redes sociais seriam utilizadas como forma de interagir com a população, captando sugestões para melhoria da cidade.

“Tenho uma proposta muita concreta, e uma delas é tomar decisões de Governo a partir das consultas na Internet, interagindo com a população. Vou estabelecer prêmios para as melhores propostas. Também pretendo melhorar a Internet em Manaus com um serviço mais rápido e de qualidade, além de uma telefonia celular mais adequada”, declarou, arrancando aplausos.

Pauderney Avelino ressaltou a relevância das redes sociais, não apenas como canais de interação, mas principalmente, pela prestação de serviços à população. O democrata afirmou que, atualmente, com a Internet, não se pratica mais a política  vertical e unilateral, porque agora as pessoas são avaliadas em tempo real, recebendo críticas ou sugestões imediatas. Além disso, Avelino também pretende estimular o comércio pela Internet e até já apresentou um projeto na Câmara dos Deputados, em Brasília, com esse objetivo.

Presença na rede é fundamental

O organizador do 4º Encontro dos Twitteiros Culturais (ETC), Mauro Souza, disse que foram convidados para participar do debate apenas cinco dos nove candidatos que  vão disputar o pleito este ano. Um dos critérios usados pela organizadores foi a própria presença online dos candidatos e sua atuação nas redes.

 Vanessa Grazziotin, que não pôde comparecer, tem uma fã page no Facebook que já foi “curtida” por mais de cinco mil internautas. Além disso, a candidata é seguida por quase 5,2 mil tuiteiros. “Tinha muitas reuniões marcadas e o convite veio em cima da hora. Estou organizando a minha campanha”, explicou.

Os candidatos Herbert Amazonas (PSTU), Luiz Navarro (PCB), Jerônimo Maranhão (PMN) e até o deputado federal Sabino Castelo Branco (PTB), não foram convidados, o que não quer dizer que não tenham presença digital. Sabino, por exemplo, têm três perfis no Facebook, sendo que o mais popular conta com mais de 5 mil amigos. Navarro tem 198 seguidores no Twitter e 3,8 mil internautas curtiram a fã page de Henrique Oliveira.

Afrânio Soares  analista político

A campanha do Facebook

O analista político Afrânio Soares considera que a presença dos políticos nas principais redes sociais já é uma realidade que só vai aumentar a cada pleito disputado, já que eles estão conscientes da vantagem da instantaneidade na comunicação, não somente com o eleitorado, mas com o resto do mundo.

Ele avalia que a importância das redes sociais nos processos eleitorais aumenta a cada dia. Afrânio relembrou que na última eleição para Governo do Estado em 2010, os candidatos usaram muito o Twitter e que, nesta eleição municipal, será a vez do Facebook.

“Com as redes sociais, pode-se apresentar propostas, defesas e até atacar rapidamente em caso de respostas. É um meio de comunicação que ainda não atinge a todos, mas alcança um grande público na faixa etária dos 16 a 25 anos”, diz o especialista.

E os ataques e contra-ataques já começaram. A senadora Vanessa Grazziotin revelou que o Facebook foi usado para divulgar uma montagem fotográfica com intenção de ridicularizá-la. Ontem, mesma artimanha satirizava o candidato Arthur Neto.