Publicidade
Manaus
Manaus

Em Manaus mais de 149,5 mil crianças foram imunizadas contra a Poliomielite no ‘Dia D’ de Vacinação

o resultado final da ação ainda depende da consolidação dos dados de algumas unidades de saúde, principalmente da zona rural da cidade, o que deve ocorrer até o final da tarde desta segunda-feira (18) 17/06/2012 às 14:29
Show 1
O número consolidado até o momento já representa 85% das crianças na faixa etária menor de 5 anos, em Manaus
acritica.com Manaus

Cerca de 159,5 mil crianças foram imunizadas contra a Poliomielite (paralisia infantil) em Manaus. De acordo com o balanço parcial divulgado neste domingo (17), pela Secretária Municipal de Saúde (Semsa) o resultado final da ação ainda depende da consolidação dos dados de algumas unidades de saúde, principalmente da zona rural da cidade, o que deve ocorrer até o final da tarde desta segunda-feira (18).

O secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato, considerou o resultado do “Dia D” excelente e atribuiu o sucesso da mobilizaçao aos pais, que mais uma vez comparecerem em massa aos postos de vacinação, levando seus filhos menores de 5 anos para receber as duas gotinhas extras de proteção contra a doença e, também, aos 4 mil servidores que atuaram nas zonas urbana e rural da cidade, para executar as atividades do “Dia D”.

O número consolidado até o momento já representa 85% das crianças na faixa etária menor de 5 anos, em Manaus. Até o final da campanha, a meta é alcançar 95% deste público – o equivalente, em Manaus, a 167,2 mil crianças –, conforme pactuação do Ministério da Saúde com Estados e Municípios.  A campanha contra a Pólio prossegue até o dia 6 de julho nas Unidades Básicas de Saúde e Policlínicas, da rede municipal e nos CAICs, da rede estadual. O atendimento nestas unidades acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. “Portanto, os pais ou responsáveis que não tiveram a oportunidade de levar a criança para receber as gotinhas contra a Pólio, no último sábado, devem ficar atentos a esse prazo”, orientou o secretário Francisco Deodato.

O secretário destacou que, no “Dia D”, realizado no último sábado, a Prefeitura de Manaus montou uma estrutura de atendimento com quase mil
postos de vacinação, funcionando das 8h às 17h  para atender as crianças. Além das unidades de saúde da rede, os postos de vacinação foram montados também em igrejas, escolas, associações comunitárias, supermercados, shoppings e outros locais de grande circulação de pessoas. Uma programação especial foi organizada no Parque Cidade da Criança para marcar a abertura oficial da campanha de vacinação, no sábado pela manhã. Além de se vacinar, os pequenos que compareceram ao Parque puderam encontrar o Zé Gotinha, boneco-símbolo da campanha em todo o País; participar de brincadeiras com palhaços e saborear muita pipoca e algodão-doce.

País protegido – No Brasil, o último caso autóctone (de origem interna) de Poliomielite foi registrado em 1989. Em 1994, o país recebeu da
Organização Mundial d Saúde (OMS) o Certificado de eliminação da doença. No entanto, enquanto houver circulação do vírus em outras regiões do mundo, é necessário manter a vacinação. Dezenove países ainda registram casos da Pólio e, destes, três são considerados pólio-endêmicos: Afeganistão, Nigéria e Paquistão.

A gerente de Imunização da Semsa, enfermeira Kássia Veras, explica que a vacina contra a Pólio faz parte do Esquema Nacional de Imunização e está disponível na rotina da rede pública de saúde, durante todo o ano. A criança é vacinada aos dois, quatro e seis meses de idade, com uma dose de reforço aos 15 meses. Mas todos os anos é realizada, também, a Campanha Nacional de Vacinação contra a doença, que representa uma dose extra de proteção e, aplicada massivamente, num único dia, protege o ambiente contra a circulação do poliovírus.