Publicidade
Manaus
Manaus

Embrapa anuncia nova Central de Laboratórios em Manaus

Laboratórios integram o plano de ampliação de investimentos em C&T no Amazonas 31/05/2012 às 17:00
Show 1
Com os novos laboratórios, o órgão de pesquisa visa ampliar ao índice de produção científica no Amazonas
Juliana Sá Manaus

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) no Amazonas anunciou nesta quinta-feira (31) a inauguração de sua uma nova Central de Laboratórios. O complexo é formado por quatro Laboratórios: de Biologia Molecular, de Cultura de Tecidos de Plantas, de Fisiologia Vegetal e de Fitopatologia. Com a nova estrutura, a Embrapa visa oferecer maior funcionalidade e adequação aos padrões de qualidade em laboratórios, para desenvolvimento de diversas pesquisas voltadas para a sustentabilidade da agricultura na região.

Segundo o chefe-geral da Embrapa Amazônia Ocidental, Luiz Marcelo Brum Rossi, a Central de Laboratórios é a primeira etapa de uma estratégia de integração de laboratórios em um único espaço, o que, futuramente, facilitará a gestão de laboratórios e de resíduos e aproximará os colaboradores da empresa, permitindo maior interação entre os que trabalham no local.

A construção do espaço físico e os equipamentos para a Central de Laboratórios foram obtidos com recursos de diversas fontes, entre elas o PAC Embrapa, e também projetos de captação de recursos junto à Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

Para o presidente da Embrapa, Pedro Arraes, que visitou a Central, essa nova infraestrutura de laboratórios junto a outros investimentos que estão sendo feitos ajudam a viabilizar ainda mais que a Embrapa Amazônia Ocidental manifeste seu potencial de realizar pesquisas e desenvolver tecnologias que contribuam para a sustentabilidade da agricultura e sejam referência no Amazonas e para a Amazônia como um todo.

Juntos, os laboratórios dão suporte à capacitação em Ciência e Tecnologia nas áreas de atuação da Embrapa, por meio de estágios supervisionados, bolsas de iniciação científica, aperfeiçoamento e desenvolvimento de trabalhos de cursos de pós-graduação. Atualmente 14 estudantes de diversas áreas passam por capacitação e colaboram nas pesquisas, nesses quatro laboratórios. Ao todo, a Embrapa Amazônia Ocidental tem 12 laboratórios e um total de 68 estudantes em capacitação, entre bolsistas e estagiários.

Em visita a Central de Laboratórios, o secretário-executivo da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (SECTI), Dalton Vilela Júnior destacou a importância deste projeto para o crescimento dos investimentos em C&T no Amazonas, pois “torna realidade pesquisas que não seriam possíveis sem esses laboratórios”.