Publicidade
Manaus
Dinheiro, Tecnologia, Informática, Computadores, Intel, Ultrabooks

Empresas brasileiras apostam nos ultrabooks

Nova categoria do mercado de computadores pessoais começa a ser fabricada no Brasil, com maior tempo de bateria e leveza 20/05/2012 às 11:19
Show 1
Kirk Skaugen, vice-presidente da Intel, mostrou que a categoria oferece tanto funções de notebook como de tablet
Priscila Mesquita Manaus

Depois dos notebooks e netbooks, os “ultrabooks” são a nova aposta do mercado brasileiro de computadores para continuar crescendo. O anúncio veio na última semana, durante o Fórum de Desenvolvedores da Intel (IDF), evento mundial realizado pela empresa líder em inovação. Este ano, o encontro aconteceu em São Paulo, nos dias 14 e 15 de maio.

O alto escalão da empresa na América Latina se reuniu para afirmar que a nova categoria de computadores começa a ser produzida no Brasil neste semestre e vai “revolucionar” a indústria, com boa aceitação do consumidor. Sem projetar números para as vendas de 2012, a fabricante de processadores adiantou que os novos produtos serão a vedete do Natal deste ano.

De acordo com o presidente da Intel Brasil, Fernando Martins, mais de 20 modelos de ultrabooks made in brazil estarão disponíveis nas lojas até dezembro. Quanto ao número de fabricantes nacionais, a estimativa da empresa é que pelo menos 11 indústrias lancem seus produtos no mercado interno até o Natal.

“As principais características dessa nova categoria são a leveza, a resposta rápida ao ligar, a tela touch, a segurança e a bateria com, no mínimo, cinco horas de duração. Antes, um notebook de alta performance era pesado. Mas nós acabamos com esse paradoxo”, disse Martins.

Até o fim deste semestre, Digibrás (CCE Info), LG, Megaware, Positivo, STi (Semp Toshiba Informática) e Sony devem lançar seus produtos no Brasil. A Digibrás, que detém a marca CCE Info, já anunciou que será a primeira fabricante brasileira e do Polo Industrial de Manaus (PIM) a lançar ultrabooks com a terceira geração dos processadores Intel (Ivy Bridge).

Vale ressaltar que a Intel apresentou os ultrabooks pela primeira vez em junho de 2011, na Computex, em Taiwan. Mas, até o momento, o varejo nacional comercializava apenas produtos importados das marcas Acer, Asus, Dell, HP e Samsung.

Terceiro colocado
O Brasil já é o 3° maior mercado para os fabricantes de computador, ficando só atrás da China e dos Estados Unidos. Para o presidente da Intel, Fernando Martins, esse crescimento está ligado ao bom momento da economia do País.