Publicidade
Manaus
Manaus

Engenheiro da Petrobras está desaparecido há 11 dias

A família de Ken Wheeler da Silva Araújo, 47, pede ajuda para quem tiver informações sobre o caso. O engenheiro foi visto pela última vez no dia 28 de novembro. No dia em que desapareceu, Ken trabalhou normalmente e por volta das 20h30 foi realizar uma sessão de fisioterapia na academia Cagin 08/12/2012 às 18:08
Show 1
Engenheiro da Petrobras está desaparecido desde novembro
JOELMA MUNIZ Manaus

O desaparecimento de Ken Wheeler da Silva Araújo, 47, engenheiro da Petrobras há 20 anos, completa neste sábado (8) 11 dias. Em busca de respostas, a família de Ken pede ajuda de quem possa ter alguma informação sobre o caso.

O engenheiro morava no bairro Dom Pedro, zona Oeste de Manaus e foi visto pela última vez no dia 28 de novembro. No dia em que desapareceu, Ken trabalhou normalmente e por volta das 20h30 daquela noite foi realizar uma sessão de fisioterapia na academia Cagin, localizada na rua Valério Botelho de Andrade, bairro São Francisco, zona Sul da cidade. Ele tratava sequelas de um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

De acordo com informações de familiares, ele foi visto por funcionários da academia saindo sozinho em seu carro modelo Honda Fit, cor Preta de placa NOL 7036. A mãe e o irmão de Ken tiveram acesso às imagens do circuito interno do estabelecimento, mas afirmaram que por conta do posicionamento do aparelho não é possível visualizar o momento em que ele deixou o local.

Existe um Boletim de Ocorrência na Delegacia Geral de Polícia Civil do Amazonas, que investiga o caso. Em conversa com a reportagem, a mãe de Ken, disse que após o desaparecimento dele, não houve nenhuma movimentação nas contas bancárias dele e nem compras em seus cartões de credito. Segundo ela, ele estava de posse de R$ 2 mil.

O irmão do engenheiro lembrou que um dos costumes de Ken era sair da fisioterapia e ir lanchar no Manauara Shopping ou no Amazonas Shopping, mas, que naquele dia, as câmeras internas dos locais não capturaram a entrada dele. As câmeras do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) também não captaram as imagens do carro de Ken se movimentado pelas ruas da cidade.

“Tudo conspirou a favor da pessoa que sumiu com o meu filho”, disse a mãe de Ken, que está muito abalada com o desaparecimento.

Ken é considerado por amigos e familiares uma pessoa tranquila e sem inimigos aparentes.

Quem puder ajudar, pode entrar em contato pelos telefones da Delegacia Especializada em Ordem Pública e Social (Deops) 3214-22-68 ou pelos telefones 8284-44-44//3239-06-90.